Conteúdo verificado

JK Rowling

Assuntos Relacionados: Escritores e críticos

Sobre este escolas selecção Wikipedia

Este conteúdo da Wikipedia foi escolhida pela SOS Children para adequação nas escolas de todo o mundo. Patrocinar crianças ajuda crianças no mundo em desenvolvimento para aprender também.

JK Rowling
J. K. Rowling 2010.jpg
Rowling no Casa Branca Easter Egg Roll, 2010
Nascido Joanne Rowling
(1965/07/31) 31 de julho de 1965
Yate, South Gloucestershire, Inglaterra
Ocupação Romancista
Nacionalidade Britânico
Educação Bacharel em humanidades
Alma mater Universidade de Exeter
Gêneros Fantasia
Trabalho notável (s) Harry Potter série
Cônjuge (s) Jorge Arantes (m. 1992-1995)
Neil Murray (m. 2001-presente)
Crianças 2 filhas, um filho


Assinatura

www.jkrowling.com

Joanne "Jo" Rowling (pron .: / r l ɪ ŋ /), OBE FRSL (nascido em 31 de julho de 1965), pseudônimo de JK Rowling, é um Romancista britânico, mais conhecido como o autor do Harry Potter série de fantasia. Os livros de Harry Potter ganharam a atenção mundial, ganhou vários prêmios, e vendeu mais de 400 milhões de cópias. Eles se tornaram a best-seller série de livros de história, e foi a base para uma série de filmes que se tornou o maior bilheteria série de filmes na história. Rowling teve a aprovação total nos roteiros, bem como manter o controle criativo, servindo como um produtor na prestação final.

Nasceu em Yate, Gloucestershire, Rowling estava trabalhando como pesquisador e bilíngüe secretário para a Amnistia Internacional quando concebeu a idéia para a série Harry Potter em um trem atrasado de Manchester a Londres em 1990. O período de sete anos que se seguiu implicou a morte de sua mãe, o divórcio de seu primeiro marido e da pobreza até Rowling terminou o primeiro romance da série, Harry Potter ea Pedra Filosofal (1997). Rowling publicou posteriormente seis seqüelas-o último, Harry Potter e as Relíquias da Morte (2007) -bem como 3 suplementos para a série. Em 2012, Rowling se separaram com sua agência e voltou a escrever sob a forma de um romance tragicomédia destinada a leitores adultos, intitulado A Vaga Casual. Rowling disse que ela está atualmente trabalhando em dois livros e um voltado para adultos, outra para crianças com idade inferior a audiência Harry Potter, e ela espera que o último a ser publicado pela primeira vez.

Rowling levou um " trapos de riquezas "história de vida, em que ela progrediu de viver em benefícios do estado para estado multi-milionário dentro de cinco anos. Ela é autora de best-sellers do Reino Unido desde que os registros começaram, com vendas superiores a R $ 238m. A 2008 Sunday Times Rich List estimou a fortuna de Rowling em £ 560.000.000 (798.000.000 $), classificando-a como a mulher mais rica décimo segundo no Reino Unido. Forbes classificou Rowling como a quadragésima oitava celebridade mais poderosa de 2007, e A revista Time nomeou-a como um runner-up para seus 2007 Pessoa do Ano, observando o social, moral, e inspiração política, ela deu seus fãs. Em outubro de 2010, Rowling foi nomeado o "Mulher Influente maioria na Grã-Bretanha" por editores de revistas principais. Ela tornou-se um filantropo notável, apoiando caridades tais como a Comic Relief , Famílias Monoparentais, Multiple Sclerosis Society da Grã-Bretanha e Lumos (anteriormente Grupo de Alto Nível das Crianças).

Nome

Embora ela escreve sob o pseudônimo de "JK Rowling", pronunciado como rolar, seu nome quando seu primeiro livro de Harry Potter foi publicado era simplesmente "Joanne Rowling". Prevendo que o público-alvo de jovens meninos não pode querer ler um livro escrito por uma mulher, seus editores exigiu que ela usa duas iniciais, em vez de seu nome completo. Como ela não tinha nome do meio, ela escolheu K como a segunda inicial do seu pseudônimo, a partir de sua avó paterna Kathleen Ada Bulgen Rowling. Ela se chama "Jo" e disse: "Ninguém nunca me chamou de 'Joanne' quando eu era jovem, a menos que eles estavam com raiva." Após seu casamento, ela foi por vezes utilizado o nome Joanne Murray na condução dos negócios pessoais. Durante o Inquérito Leveson ela deu provas sob o nome de Joanne Kathleen Rowling. Em uma entrevista de 2012, Rowling observou que ela não se importava que as pessoas pronunciou o seu nome de forma incorreta.

Biografia

Nascimento e família

Rowling nasceu para Peter James Rowling, a Rolls-Royce coordenador dos aviões, e Anne Rowling (nascida Volant), em 31 de Julho de 1965, no Yate, Gloucestershire, Inglaterra, 10 milhas (16 km) a nordeste de Bristol. Sua mãe Anne era meio francesa, meio escocês. Seus pais se conheceram em um trem partida A Estação de Kings Cross com destino a Arbroath em 1964. Eles se casaram em 14 de março de 1965. O avô materno de sua mãe, Dugald Campbell, nasceu em Lamlash na Isle of Arran. O avô paterno de sua mãe, Louis Volant, foi premiado com o Croix de Guerre para a bravura excepcional na defesa da aldeia de Courcelles-le-Comte durante a Primeira Guerra Mundial .

Infância e educação

A irmã de Rowling Dianne nasceu em sua casa quando Rowling tinha 23 meses de idade. A família mudou-se para a aldeia vizinha Winterbourne quando Rowling tinha quatro anos. Ela freqüentou Escola Primária de S. Miguel, uma escola fundada por abolicionista William Wilberforce e reformista da educação Hannah mais. Seu diretor em St Michael, Alfred Dunn, tem sido sugerida como a inspiração para o diretor Harry Potter Albus Dumbledore.

Casa de infância de Rowling, Church Cottage, Tutshill.

Como uma criança, Rowling escreveu muitas vezes histórias de fantasia, que ela teria normalmente, em seguida, ler a sua irmã. Ela lembra que "Ainda me lembro de me dizer-lhe uma história em que ela caiu num buraco de coelho e foi alimentado morangos pela família coelho dentro dele. Certamente, a primeira história que escrevi (quando eu tinha cinco ou seis) foi de cerca de um coelho chamado Coelho. Ele tem o sarampo e foi visitado por seus amigos, incluindo uma abelha gigante chamado senhorita Abelha ". Com a idade de nove anos, Rowling mudou-se para Church Cottage na aldeia de Gloucestershire Tutshill, perto de Chepstow, Wales. Quando ela era adolescente, sua tia-avó, que disse que Rowling "ensinou clássicos e aprovado de uma sede de conhecimento, até mesmo de um tipo questionável", deu-lhe uma cópia muito antiga do Autobiografia de Jessica Mitford, Hons e rebeldes. Mitford se tornou heroína de Rowling, e, posteriormente, Rowling leu todos os seus livros.

Rowling disse de sua adolescência, em uma entrevista com The New Yorker, "Eu não estava particularmente feliz. Eu acho que é um momento terrível da vida." Ela tinha um homelife difícil; sua mãe estava doente e ela teve uma relação difícil com seu pai (ela não está mais em condições de falar com ele). Ela freqüentou a escola secundária em Wyedean Escola e College, onde sua mãe havia trabalhado como técnico no departamento de ciência. Rowling disse de sua adolescência, " Hermione [a livresco, know-it-all personagem Harry Potter] é vagamente baseado em mim. Ela é uma caricatura de mim quando eu tinha onze anos, que eu não estou particularmente orgulhoso. "Steve Eddy, que ensinou Inglês Rowling quando ela chegou em primeiro lugar, se lembra dela como" não excepcional ", mas" um de um grupo de meninas que estavam brilhantes , e muito bom em Inglês ". Sean Harris, sua melhor amiga no Alta Sexta possuía uma turquesa Ford Anglia, que ela diz inspirado esse em seus livros. "Ron Weasley [o melhor amigo de Harry Potter] não é um retrato vivo de Sean, mas ele é realmente muito Sean-ish". De seus gostos musicais da época, ela disse: "O meu grupo favorito no mundo é The Smiths . E quando eu estava passando por uma fase punk, que era The Clash. "Rowling estudou A Levels em Inglês, francês e alemão, conseguindo dois A e um B e foi Menina cabeça.

Em 1982, Rowling levou os exames de admissão para a Universidade de Oxford , não foi aceite e ler para um BA em francês e Os clássicos no Universidade de Exeter, que segundo ela foi um "pouco de um choque", como ela "estava esperando para estar entre muitas pessoas semelhantes -. Pensando pensamentos radicais" Uma vez que ela fez amizade com algumas pessoas "like-minded", ela diz que ela começou a gostar de si mesma. De seu tempo em Exeter, Martin Sorrell, em seguida, um professor de francês na universidade, recordou "um estudante calmamente competente, com uma jaqueta jeans e cabelo escuro, que, em termos acadêmicos, deu a aparência de fazer o que era necessário." Embora sua própria memória é de "fazer nenhum trabalho que assumam" e em vez disso ela "usou delineador pesado, ouviu os Smiths , e ler Dickens e Tolkien ". Depois de um ano de estudo em Paris, Rowling se formou a partir de Exeter em 1986 e mudou-se para Londres para trabalhar como pesquisadora e secretária bilíngüe para a Anistia Internacional . Em 1998, Rowling escreveu um curto-ensaio sobre seus Classics tempo estudando, intitulado "Qual era o nome da ninfa que Again? Ou grego e Estudos romanos Recordado", que foi publicado pela Universidade de Exeter diário de Pegasus.

Inspiração e da morte da mãe

Depois de trabalhar na Anistia Internacional em Londres, Rowling e seu então namorado decidiu se mudar para Manchester. Em 1990, enquanto ela estava em uma viagem de trem de quatro horas atrasado de Manchester a Londres, a idéia para uma história de um menino que freqüentava uma escola de feitiçaria "veio totalmente formado" em sua mente. Ela disse The Boston Globe que "Eu realmente não sei de onde veio a idéia. Tudo começou com Harry, então todos esses personagens e situações vieram à tona na minha cabeça."

Rowling descreveu a concepção de Harry Potter em seu site:

Eu estava viajando de volta para Londres em meu próprio em um trem lotado, ea idéia de Harry Potter simplesmente caiu na minha cabeça. Eu vinha escrevendo quase continuamente desde os seis anos, mas eu nunca tinha sido tão animado sobre uma idéia antes. Para minha imensa frustração, eu não tinha uma caneta que trabalhou, e eu era muito tímido para perguntar a ninguém se eu poderia emprestar um ... Eu não tinha uma caneta que funcionasse comigo, mas eu acho que esta foi provavelmente uma coisa boa . Eu simplesmente sentei e pensei, por quatro (trem atrasado) horas, ao passo que todos os detalhes borbulhava em meu cérebro, e este rapaz magricela, de cabelo preto, óculos que não sabia que ele era um bruxo se tornou mais e mais real para mim . Talvez, se eu tivesse abrandado as idéias para capturá-los em papel, eu poderia ter abafado algumas delas (embora às vezes eu me pergunto, de braços cruzados, como muito do que eu imaginei naquela viagem eu tinha esquecido pelo tempo que eu realmente tenho o meu mãos em uma caneta). Eu comecei a escrever "A Pedra Filosofal" naquela mesma noite, embora aquelas primeiras páginas não têm qualquer semelhança com qualquer coisa no livro acabado

Quando ela chegou a Clapham Junction plana, ela começou a escrever imediatamente. Em dezembro do mesmo ano, a mãe de Rowling morreu, depois de dez anos que sofrem de esclerose múltipla . Rowling comentou: "Eu estava escrevendo Harry Potter no momento que minha mãe morreu. Eu nunca tinha contado a ela sobre Harry Potter." Rowling disse que esta morte fortemente afetada sua escrita e que ela apresentou muito mais detalhes sobre a perda de Harry no primeiro livro, porque ela sabia como ele se sentia.

Casamento, divórcio e monoparentalidade

Um anúncio em The Guardian levou Rowling para se deslocar para Porto em Portugal para ensinar Inglês como língua estrangeira. Ela ensinou à noite, e começou a escrever no dia enquanto ouve Tchaikovsky 's Concerto para Violino. Enquanto lá, ela conheceu o jornalista de televisão Português Jorge Arantes em um bar, depois de compartilhar um interesse mútuo em Jane Austen . Eles se casaram em 16 de Outubro de 1992 e seu filho, Jessica Isabel Rowling Arantes (nomeado após Jessica Mitford), nasceu em 27 de julho de 1993 em Portugal. Rowling tinha sofrido anteriormente uma aborto. Eles se separaram em 17 de novembro de 1993, 13 meses e um dia depois de seu casamento. Biógrafos têm sugerido que Rowling sofreu violência doméstica durante seu casamento, embora a extensão total é desconhecida. Em uma entrevista com O Daily Express, Arantes disse em sua última noite juntos, ele havia arrastado para fora de sua casa às cinco da manhã e deu um tapa duro. Em Dezembro de 1993, Rowling e sua filha se mudou para estar perto irmã de Rowling em Edimburgo , na Escócia, com três capítulos de Harry Potter em sua mala de viagem.

Sete anos após a graduação da universidade, Rowling se viu como "o maior fracasso que eu conhecia." Seu casamento tinha falhado, ela estava sem emprego com um filho a cargo, mas ela descreveu seu fracasso como libertadora:

Falha significou um despojamento do não essencial. Eu parei de fingir para mim mesma que eu era nada além do que eu era, e começou a dirigir toda a minha energia para terminar o único trabalho que importava para mim. Eu realmente tinha sucedido em qualquer outra coisa, eu poderia nunca ter encontrado a determinação para ter sucesso em uma área onde eu realmente pertencia. I foi posto em liberdade, porque o meu maior medo tinha sido realizado, e eu ainda estava vivo, e eu ainda tinha uma filha a quem eu adorava, e eu tinha uma máquina de escrever velha, e uma grande idéia. E assim o fundo do poço tornou-se uma base sólida sobre a qual eu reconstruí minha vida.
- JK Rowling, "Os benefícios de falha", de 2008.

Durante este período, Rowling foi diagnosticado com depressão clínica, e suicídio contemplados. Era o sentimento de sua doença que a levou a idéia de Dementadores, criaturas sugadores de alma introduzidas no terceiro livro. Rowling se inscreveu para benefícios sociais, descrevendo sua situação econômica como "medíocres como é possível ser na Grã-Bretanha moderna, sem ser sem-teto."

Rowling foi deixado em "desespero" após a chegada de seu ex-marido em busca de si mesma e de sua filha. Ela obteve um ordem de restrição e Arantes voltou para Portugal, com Rowling pedido de divórcio em agosto de 1994. A fim de ensinar na Escócia ela precisaria de um certificado de pós-graduação de Educação (PGCE), exigindo um full-time, curso de estudo de um ano. Ela começou este curso em agosto de 1995 no Moray House School of Education, em Universidade de Edimburgo, depois de completar seu primeiro romance, enquanto tendo sobrevivido em benefícios estatais. Ela escreveu em muitos cafés, especialmente de Nicolson Café e The Elephant House, (o ex-propriedade de seu irmão-de-lei Roger Moore) onde quer que ela poderia obter Jessica para adormecer. Em uma entrevista em 2001 BBC, Rowling negou o boato de que ela escreveu em cafés locais para escapar de seu apartamento sem aquecimento, comentando: "Eu não sou estúpido o suficiente para alugar um apartamento sem aquecimento em Edimburgo no meio do inverno. Tinha aquecimento." Em vez disso, como ela declarou no programa de TV americano A & E Biografia, uma das razões que ela escreveu em cafés porque foi tomar seu bebê para uma caminhada era a melhor maneira de fazê-la cair no sono.

Harry Potter

"The Elephant House" - um dos cafés em Edimburgo em que Rowling escreveu o primeiro romance de Harry Potter.

Em 1995, Rowling terminou seu manuscrito para Harry Potter ea Pedra Filosofal em uma velha máquina de escrever. Diante da entusiasmada resposta de Bryony Evens, um leitor que havia sido convidado a rever três primeiros capítulos do livro, baseado em Fulham a Christopher Little Literary Agents concordou em representar Rowling em sua busca por uma editora. O livro foi submetido a doze editoras, os quais rejeitaram o manuscrito. Um ano depois, ela finalmente recebeu a luz verde (e um avanço de £ 1.500) por Barry Cunningham editor de Bloomsbury, a editora em Londres. A decisão de publicar o livro de Rowling aparentemente deve muito a Alice Newton, a oito anos de idade, filha do presidente da Bloomsbury, a quem foi dado o primeiro capítulo de revisão por seu pai e imediatamente pediu o seguinte. Embora Bloomsbury concordou em publicar o livro, Cunningham diz que ele aconselhou Rowling para obter um dia de trabalho, desde que ela tinha pouca chance de ganhar dinheiro em livros infantis. Logo depois, em 1997, Rowling recebeu uma subvenção de £ 8.000 do Conselho de Artes Escocês para lhe permitir continuar a escrever.

Em junho de 1997, a Bloomsbury publicou A Pedra Filosofal com uma tiragem inicial de 1.000 exemplares, 500 dos quais foram distribuídos para bibliotecas. Hoje, essas cópias são avaliados entre £ 16,000 e £ 25,000. Cinco meses mais tarde, o livro ganhou seu primeiro prêmio, uma Nestlé Smarties Book Prize. Em fevereiro, a novela ganhou o prestigioso British Book Award por Livro do Ano da Criança, e, mais tarde, das Crianças Book Award. No início de 1998, um leilão foi realizado nos Estados Unidos para os direitos para publicar o romance, e foi ganho por Scholastic Inc., por US $ 105.000. Nas próprias palavras de Rowling, ela "quase morreu" quando ouviu a notícia. Em outubro de 1998, a Scholastic publicou A Pedra Filosofal em os EUA sob o título de Harry Potter ea Pedra Filosofal: uma mudança Rowling afirma que ela agora se arrepende e teria lutado se ela tinha estado em uma posição melhor no momento. Rowling mudou-se de seu apartamento com o dinheiro da venda Scholastic, em 19 Hazelbank Terrace em Edimburgo. Seus vizinhos estavam inicialmente sem saber que ela era a autora da série Harry Potter, embora, segundo o biógrafo Connie Ann Kirk, "a maioria tratou com respeito e deu-lhe a distância que eles gostariam si mesmos".

A sua sequela, Harry Potter ea Câmara Secreta, foi publicado em Julho de 1998 e novamente Rowling ganhou o Prêmio Smarties. Em dezembro de 1999, o terceiro romance, Harry Potter eo Prisioneiro de Azkaban, ganhou o Prêmio Smarties, tornando Rowling a primeira pessoa a ganhar o prêmio três vezes seguidas. Mais tarde, ela retirou o quarto romance de Harry Potter da disputa para permitir que outros livros uma chance justa. Em janeiro de 2000, Prisioneiro de Azkaban venceu o inaugural Livro da Whitbread Children of the Year, embora ele perdeu o Livro do Ano prêmio para Tradução de Seamus Heaney de Beowulf.

O quarto livro, Harry Potter eo Cálice de Fogo, foi lançado simultaneamente no Reino Unido e os EUA em 8 de Julho de 2000 e quebrou recordes de vendas em ambos os países. Alguns 372.775 exemplares do livro foram vendidos em seu primeiro dia no Reino Unido, quase igualando o número Prisioneiro de Azkaban vendidas durante seu primeiro ano. Em os EUA, o livro vendeu três milhões de cópias nas primeiras 48 horas, quebrando todos os recordes de vendas literárias. Rowling admitiu que ela tinha tido um momento de crise ao escrever o romance; "No meio da escrita Four, eu percebi que havia uma falta grave com o enredo ... Eu tive alguns dos meus momentos mais negros com este livro ... Um capítulo eu reescrevi 13 vezes, embora ninguém que tenha lido que pode detectar que um ou sabe a dor que me causou ". Rowling foi nomeado autor do ano no livro britânico Prêmios 2000.

Uma espera de três anos ocorreu entre o lançamento de Cálice de Fogo eo quinto romance de Harry Potter, Harry Potter ea Ordem da Fênix. Esta lacuna levou à especulação de que pressione Rowling tinha desenvolvido o bloco do escritor, especulações ela negou fervorosamente. Rowling admitiu mais tarde que escrever o livro foi uma tarefa árdua. "Eu acho Phoenix poderia ter sido mais curto", disse Lev Grossman, "Eu sabia que, e eu corri para fora de tempo e energia para o fim."

O sexto livro, Harry Potter and the Half-Blood Prince, foi lançado em 16 de julho de 2005. Ele também quebrou todos os recordes de vendas, vendendo nove milhões de cópias nas primeiras 24 horas de lançamento. Enquanto escrevia, ela disse a um fã on-line, "O Livro de seis foi planejado há anos, mas antes que eu comecei a escrever a sério eu passar dois meses re-visitar o plano e fazer absolutamente certo que eu sabia o que eu estava fazendo." Ela observou em seu site que o capítulo do livro seis, abrindo, que apresenta uma conversa entre o Ministro da Magia e do primeiro-ministro britânico , tinha sido concebido como o primeiro capítulo em primeiro lugar para a Pedra Filosofal, Câmara Secreta, em seguida, em seguida, Prisioneiro de Azkaban. Em 2006, O Enigma do Príncipe recebeu o Livro do Ano no prêmio Prémios British Book.

O título do sétimo e último livro de Harry Potter foi revelado em 21 de dezembro de 2006 a ser Harry Potter e as Relíquias da Morte. Em fevereiro de 2007, foi relatado que Rowling escreveu sobre um busto em seu quarto de hotel no Balmoral Hotel, em Edimburgo que ela tinha terminado o sétimo livro naquele quarto em 11 de janeiro de 2007. Harry Potter e as Relíquias da Morte foi lançado em 21 de julho de 2007 (00:01 BST) e quebrou o recorde de seu antecessor como o livro mais vendido de todos os tempos. Ele vendeu 11 milhões de cópias no primeiro dia de lançamento no Reino Unido e Estados Unidos. Ela escreveu o último capítulo do livro "em algo como 1990", como parte de seus primeiros trabalhos em toda a série. Durante um período de ano, quando Rowling estava completando o último livro, ela se permitiu ser filmado para um documentário que foi ao ar na Grã-Bretanha em ITV em 30 de dezembro de 2007. Foi intitulado JK Rowling ... Um ano na vida e mostrou-lhe voltar a seu antigo Edimburgo plana cortiço onde ela morava, e completou o primeiro livro de Harry Potter. Re-visitando o apartamento pela primeira vez reduzidas às lágrimas, dizendo que era "realmente onde eu virei a minha vida completamente."

Em uma entrevista com Oprah Winfrey, Rowling deu crédito a sua mãe para o sucesso da série dizendo que "os livros são o que são porque ela morreu ... porque eu a amava e ela morreu."

Harry Potter é hoje uma marca global no valor de cerca de US $ 15 bilhões, e os últimos quatro livros de Harry Potter têm registros consecutivamente Definir como os livros de venda mais rápida da história. A série, num total de 4.195 páginas, foi traduzido, no todo ou em parte, em 65 idiomas.

Os livros de Harry Potter também ganhou reconhecimento por faíscas interesse em leitura entre os jovens numa época em que as crianças foram pensados para ser abandonar livros para computadores e televisão, embora seja relatado que, apesar da enorme aceitação dos livros, leitura adolescente continuou recusar.

Filmes de Harry Potter

Em outubro de 1998, Warner Bros. comprou os direitos do filme para os dois primeiros romances por uma soma de sete dígitos. A adaptação para o cinema de Harry Potter ea Pedra Filosofal foi lançado em 16 de novembro de 2001, e Harry Potter ea Câmara dos Segredos, em 15 de Novembro de 2002. Ambos os filmes foram dirigidos por Chris Columbus. 04 de junho de 2004 viu o lançamento da versão cinematográfica de Harry Potter eo Prisioneiro de Azkaban, dirigido por Alfonso Cuarón. O quarto filme, Harry Potter eo Cálice de Fogo, foi dirigido por um novo diretor, Mike Newell, e lançado em 18 de novembro de 2005. O filme de Harry Potter ea Ordem da Fênix foi lançado em 11 de Julho de 2007. David Yates dirigiu e Michael Goldenberg escreveu o roteiro, tendo assumido a posição de Steve Kloves. Harry Potter eo Príncipe Mestiço foi lançado em 15 de Julho de 2009. David Yates dirigiu novamente, e Kloves voltou a escrever o roteiro. Em março de 2008, a Warner Bros anunciou que o capítulo final da série, Harry Potter e as Relíquias da Morte, seria filmado em dois segmentos, com parte que está sendo lançado em novembro de 2010 e parte dois sendo lançado em julho de 2011. Yates seria novamente voltar a dirigir os dois filmes.

Warner Bros tomou conhecimento considerável de desejos e pensamentos de Rowling aquando da elaboração do seu contrato. Uma de suas principais determinações foi dos filmes ser filmado na Grã-Bretanha com um elenco inteiramente britânico, que geralmente tem sido respeitado, com a maioria dos atores selecionados da Grã-Bretanha. Em um movimento sem precedentes, Rowling também exigiu que Coca-Cola, o vencedor na corrida para amarrar em seus produtos para um filme da série, doar US $ 18 milhões para a caridade americana A leitura é fundamental, bem como uma série de programas de caridade da comunidade.

Os primeiros quatro, sexto e sétimo filmes foram escritos por Steve Kloves; Rowling ajudou-o no processo de escrita, assegurando que os seus roteiros não contradissessem os livros da série. Ela disse que ela disse a ele mais sobre os livros mais tarde do que qualquer outra pessoa (antes de seu lançamento), mas não tudo. Ela também disse Alan Rickman ( Severus Snape) e Robbie Coltrane ( Hagrid) certos segredos sobre seus personagens antes de serem revelados nos livros. Daniel Radcliffe ( Harry Potter) perguntou se Harry morreu em qualquer ponto na série; Rowling respondeu-lhe dizendo: "Você tem uma cena de morte", assim não responder explicitamente a questão. Diretor Steven Spielberg foi abordado para dirigir o primeiro filme, mas desistiu. A imprensa tem repetidamente afirmado que Rowling teve um papel na sua partida, mas Rowling afirmou que ela não tem qualquer influência no que dirige os filmes e não teria vetado Spielberg se ela tinha. A primeira escolha de Rowling para o diretor tinha sido Monty Python membro Terry Gilliam, como ela é fã de seu trabalho, mas a Warner Bros. queria um filme mais familiar e escolheu Columbus.

Rowling tinha ganhado algum controle criativo sobre os filmes, revendo todos os scripts, bem como atuando como produtor sobre a parcela de duas partes final, Relíquias da Morte.

Em seu site, Rowling revelou que ela foi considerada a ter uma participação especial no primeiro filme como Lily Potter no Espelho de Ojesed cena. Rowling, no entanto, recusou o papel, afirmando que ela não estava talhado para ser um ator e, "teria estragou tudo de alguma forma". O papel em última análise, foi para Geraldine Somerville.

Rowling, produtores David Heyman e David Barron, juntamente com diretores David Yates, Mike Newell e Alfonso Cuarón recebeu o prêmio Michael Balcon para Contribuição ao Cinema Britânico Outstanding no 2011 British Academy Film Awards, em honra da franquia de filmes Harry Potter.

Sucesso

Em 2004, a Forbes nomeou Rowling como a primeira pessoa a se tornar um bilionário US-dólar por escrever livros, o segundo mais rico Anfitrião fêmea eo 1,062nd pessoa mais rica do mundo. Rowling contestou os cálculos e disse que ela tinha muito dinheiro, mas não era um bilionário. Além disso, o 2008 Domingo Times Rich List nomeada Rowling a pessoa mais rica 144 na Grã-Bretanha. Em 2012, a Forbes removido Rowling a partir de sua lista dos mais ricos, alegando que ela mais de US $ 160 milhões em doações de caridade e da elevada taxa de imposto no Reino Unido significava que ela não era mais um bilionário. Em fevereiro 2013, ela foi avaliada como a mulher mais poderosa 13 no Reino Unido por Hour da mulher no BBC Radio 4.

Em 2001, Rowling comprou uma do século 19 casa da propriedade, Killiechassie House House, às margens do Rio Tay, perto de Aberfeldy, em Perth e Kinross, Escócia. Rowling também é dono de uma £ 4.500.000 (US $ 7 milhões) Casa georgiana em Kensington, oeste de Londres, em uma rua com segurança 24 horas. Rowling era proprietário de uma casa no ?rea Merchiston de Edimburgo , entre 1999 e 2012, a venda da casa de oito m² para mais de £ 2.250.000. Ela atualmente mora em uma outra propriedade em Barnton, na periferia da cidade.

Novo Casamento e família

Em 26 de dezembro de 2001, Rowling se casou com Neil Michael Murray (nascido em 30 de junho de 1971), um anestesista, em uma cerimônia privada em sua casa Aberfeldy. Este foi um segundo casamento para ambos Rowling e Murray, Murray como anteriormente tinha sido casado com Fiona Duncan em 1996. Murray e Duncan separou em 1999 e se divorciaram em meados de 2001. Passaram-se dois anos após sua segunda núpcias, em Dezembro de 2003, que Rowling se afastou de seu pai Peter Rowling, com quem ela já afirmaram ter um relacionamento difícil. Em uma entrevista de 2012 com The New Yorker, afirmando que ainda refrearam, Rowling disse que resultou da decisão de seu pai em 2003, para vender cópias personalizadas da série Harry Potter em Casa de leilões Sotheby, incluindo uma cópia do Harry Potter eo Cálice de Fogo inscrito com mensagem do dia dos pais "muito amor a partir do seu primeiro-nascido", que vendeu por R $ 50.000.

Rowling eo filho de Murray, David Gordon Rowling Murray, nasceu em 24 de março de 2003. Pouco depois Rowling começou a escrever Harry Potter eo Enigma do Príncipe, ela fez uma pausa no trabalho na novela para cuidar dele em sua primeira infância. Mais jovem criança, filha de Rowling Mackenzie Jean Rowling Murray, a quem ela dedicou Harry Potter and the Half-Blood Prince, nasceu em 23 de Janeiro de 2005.

Mudança de agência e The Casual Vacancy

Em julho de 2011, Rowling se separaram com seu agente, Christopher Little, movendo-se para uma nova agência fundada por um de seus funcionários, Neil Blair, comentando o movimento Rowling disse: "Neil e Christopher chegou a um ponto em que não estava funcionando, os dois juntos, e eu tive que tomar uma decisão. Foi muito, muito difícil ".

Em 23 de Fevereiro de 2012, nova agência de Rowling, a Parceria Blair, anunciou em seu site que Rowling foi decidida a publicar um novo livro dirigida a adultos. Num comunicado de imprensa, Rowling observou as diferenças entre seu novo projeto ea série Potter, dizendo "Embora eu gostei de escrever isso tanto, meu próximo romance será muito diferente da série Harry Potter." Em 12 de abril de 2012, Little, Brown and Company anunciou que o livro tinha direito A Vaga Casual e seria lançado em 27 de setembro de 2012. Rowling deu várias entrevistas e fez aparições para promover a vaga descontraída, incluindo a Londres Southbank Centre, o Festival de Literatura de Cheltenham, The Charlie Rose Show e Festival do Livro de Lennoxlove. Em suas três primeiras semanas de lançamento, The Casual Vacancy vendeu mais de 1 milhão de cópias no mundo todo.

Em 3 de dezembro de 2012, foi anunciado que a vaga Casual vai se tornar um BBC série dramática de televisão esperado para o ar em 2014 em BBC One. A série será produzida pelo agente de Rowling, Neil Blair, através de sua companhia de produção independente e com Rick Senat servindo como produtor executivo. Rowling está colaborando estreitamente na adaptação. O número e duração dos episódios será decidida uma vez que o processo de adaptação já começou.

Escrita subsequente

Em uma entrevista com Stephen Fry em 2005, Rowling afirmou que ela preferiria muito mais para escrever os livros subsequentes sob um pseudônimo; no entanto, ela admitiu para Jeremy Paxman em 2003 que, se o fizesse, a imprensa provavelmente "descobrir em segundos." Em 2006, Rowling revelou que ela havia acabado de escrever alguns contos e outro livro infantil (um "conto de fadas político") sobre um monstro, destinado a um público mais jovem do que os leitores de Harry Potter. Em julho de 2007, Rowling disse que ela quer dedicar "lotes" de seu tempo para sua família, mas atualmente é "espécie de escrever duas coisas", uma para crianças e outra para adultos. Ela não deu quaisquer detalhes sobre os dois projetos, mas fez que ela estava animado porque os dois situação livro lembrou-a de escrever a Pedra Filosofal, explicando como ela foi, em seguida, escrever dois livros até que Harry assumiu.

Em novembro de 2007, Rowling disse que ela estava trabalhando em outro livro, um "livro de semi-acabados para as crianças que eu acho que provavelmente será a próxima coisa que eu publicar."

Em março de 2008, Rowling revelou em uma entrevista que ela tinha voltado a escrever em cafés de Edimburgo, com a intenção de compor um novo romance para crianças. "Vou continuar a escrever para crianças, porque isso é o que eu gosto", disse The Daily Telegraph. "Eu sou muito bom em encontrar um café adequado; eu misturar na multidão e, é claro, eu não sentar no meio do bar olhando tudo ao meu redor." Rowling também confirmou que seu "conto de fadas político" para crianças foi quase completo.

Em setembro de 2012, Rowling afirmou que ela estava atualmente trabalhando em dois livros para leitores mais jovens do que Harry Potter, bem como sua próxima novela adulta - embora ela havia escrito apenas "um par de capítulos", a história "é muito bem traçados". Ela mantida em uma entrevista com The Guardian que um dos dois livros para crianças muito mais jovens é o "conto de fadas político", ela falou de anteriormente, embora ela espera lançar outro livro como seu próximo projeto. No Festival de Literatura de Cheltenham em 06 de outubro de 2012, ela disse que ela tinha um par de coisas em seu laptop destinadas a uma faixa etária um pouco mais jovem do que Harry Potter que são "quase pronto".

Futuro de Harry Potter

Quanto à possibilidade de um oitavo livro de Harry Potter, ela disse: "Eu não posso dizer que nunca escreverei outro livro sobre aquele mundo só porque eu acho, o que eu sei, daqui a dez anos eu poderia querer voltar para ele, mas eu acho que é improvável. " Em outubro de 2007 ela afirmou que seu trabalho futuro era pouco provável que seja no gênero da fantasia, explicando: "Eu acho que, provavelmente, eu fiz a minha fantasia ... seria incrivelmente difícil de sair e criar um outro mundo que não o fez em alguma forma sobreposição com Harry ou talvez pedir um pouco demais de Harry. " No entanto, em 1 de Outubro de 2010, em uma entrevista com Oprah Winfrey, Rowling afirma um novo livro sobre a saga poderia acontecer.

Em 2007, Rowling afirmou que ela planeja escrever uma enciclopédia de Harry Potter 's mundo mágico que consiste em vários materiais inéditos e notas. Quaisquer lucros de tal livro seria dado à caridade. Durante uma coletiva de imprensa em Hollywood Teatro Kodak, em 2007, Rowling, quando questionado sobre como a enciclopédia estava vindo junto, disse: "Ele não está vindo junto, e eu não comecei a escrevê-lo. Eu nunca disse que era a próxima coisa que eu Faz. " No final de 2007, Rowling disse que a enciclopédia pode levar até dez anos para ser concluído, afirmando que "Não há nenhum ponto em fazê-lo a menos que ele é incrível. A última coisa que eu quero fazer é apressar alguma coisa".

Em junho de 2011, Rowling anunciou que o futuro de Harry Potter projetos e todos os downloads eletrônicos, seria concentrada em um novo site, chamado Pottermore. O site inclui 18.000 palavras de informações adicionais sobre personagens, lugares e objetos no Harry Potter universo. Em 13 de abril de 2012, após o lançamento do website, Rowling confirmou que ela tinha começado a trabalhar na enciclopédia e iria doar todos os royalties para a caridade como ela havia planejado anteriormente. Em maio de 2012, no entanto, ela disse: "Eu tenho apreciado o compartilhamento de informações sobre o mundo de Harry no Pottermore de graça, e não tem planos firmes para publicá-lo em livro."

Filantropia

Em 2000, Rowling estabeleceu o Volant Charitable Trust, que usa seu orçamento anual de £ 5.100.000 para combater a pobreza ea desigualdade social. O fundo também dá às organizações que as crianças de ajuda, as famílias monoparentais e pesquisa de esclerose múltipla. Rowling disse: "Eu acho que você tem uma responsabilidade moral quando você foi dado muito mais do que você precisa, para fazer as coisas sábias com ele e dar de forma inteligente."

Anti-pobreza eo bem-estar das crianças

Rowling, uma vez que um único pai a si mesma, é agora presidente da caridadeGingerbread (originalmente Famílias Monoparentais), já tendo se tornado o seu primeiro embaixador em 2000. Rowling colaborou com Sarah Brown para escrever um livro de histórias infantis para ajudar Famílias Monoparentais.

Em 2001, o Reino Unido anti-pobreza fundraiser Comic Relief pediu três best-sellers autores britânicos - escritor de culinária e apresentadora de TV Delia Smith, Bridget Jones criador Helen Fielding, e Rowling - submeter livretos relacionados com as suas obras mais famosas para a publicação. Dois livretos de Rowling, Animais Fantásticos e Onde Habitam e Quadribol Através dos Séculos , são ostensivamente fac-símiles de livros encontrados na biblioteca de Hogwarts. Desde vai à venda em março de 2001, os livros têm levantado £ 15.700.000 (US $ 30 milhões) para o fundo. A £ 10.800.000 (US $ 20 milhões) que têm levantado fora do Reino Unido foram canalizadas para um Fundo Internacional recém-criado para Crianças e Jovens em crise.

Em 2005, Rowling e MEP Emma Nicholson fundada Grupo de Alto Nível das Crianças (agora Lumos). Em janeiro de 2006, Rowling foi para Bucareste para destacar o uso de camas com grades em instituições para doentes mentais para as crianças. Para apoiar ainda mais a GHLG, Rowling leiloada uma das sete cópias manuscritas e ilustradas de Os Contos de Beedle, o Bardo , uma série de contos de fadas que se refere o Harry Potter e as Relíquias da Morte . O livro foi comprado por £ 1.950.000 por livreiro on-line Amazon.com em 13 de Dezembro de 2007, tornando-se o livro moderno mais caro já vendido em leilão. Rowling comentou: "Isso vai significar tanto para crianças que precisam desesperadamente de ajuda. Significa Natal chegou mais cedo para mim." Rowling deu os restantes seis cópias para aqueles que têm uma ligação estreita com os de Harry Potter livros. Em 2008, Rowling concordou em publicar o livro com os rendimentos que vão para o Grupo de Alto Nível das Crianças. Em 1 de Junho de 2010 ( Dia Internacional da Criança), Lumos lançou uma iniciativa anual - Acenda uma vela de aniversário para Lumos . Para apoiar a campanha em 1 de Junho de 2011, JK Rowling deu uma entrevista ao Redonline.co.uk

Em julho de 2012, Rowling foi destaque no Jogos Olímpicos de Verão 2012 cerimônia de abertura em Londres, onde ela leu algumas linhas de JM Barrie de Peter Pan como parte de um tributo ao Hospital Great Ormond Street Children. Uma representação inflável de Lord Voldemort e personagens literários de outras crianças acompanhadas sua leitura.

Esclerose múltipla

Rowling contribuiu com dinheiro e apoio à investigação e tratamento de esclerose múltipla , a partir do qual sua mãe sofreu antes de sua morte em 1990. Em 2006, Rowling contribuiu com uma soma substancial para a criação de um novo Centro de Medicina Regenerativa na Universidade de Edimburgo, mais tarde nomeado o Anne Rowling Regenerative Neurologia Clínica. Em 2010 ela doou mais um £ 10.000.000 para o centro. Por razões desconhecidas, Escócia, país de adoção de Rowling, tem a maior taxa de esclerose múltipla no mundo. Em 2003, Rowling participou de uma campanha para estabelecer um padrão nacional de cuidados para doentes de esclerose múltipla. Em abril de 2009, ela anunciou que estava retirando seu apoio para a esclerose múltipla Society Scotland, citando sua incapacidade para resolver uma disputa em curso entre os ramos norte e sul da organização que tiveram a moral minou e levou a várias demissões.

Outro trabalho filantrópico

Em maio de 2008, livreiro Waterstones perguntou Rowling e 12 outros escritores ( Sebastian Faulks, Doris Lessing , Lisa Appignanesi, Margaret Atwood, Lauren Criança, Richard Ford, Neil Gaiman, Nick Hornby, Michael Rosen, Axel Scheffler, Tom Stoppard e Irvine Welsh) para compor um curto pedaço de sua própria escolha em um único cartão A5, que passaria então a ser vendido em um leilão em auxílio das instituições de caridade de Ação Dislexia e Inglês PEN. A contribuição de Rowling era um 800-palavra Harry Potter prequel que diz respeito pai de Harry, James Potter, e padrinho, Sirius Black, e ocorre três anos antes de Harry nasceu. Os cartões foram recolhidos em conjunto e vendido para caridade em forma de livro em agosto de 2008.

Em 1 e 2 de Agosto de 2006, ela leia ao lado de Stephen King e John Irving na Radio City Music Hall, em Nova York. Os lucros do evento foram doados para a Fundação Haven, uma instituição de caridade que ajuda artistas e intérpretes deixados incapacitados e incapazes de trabalhar, e os médicos ONG Médicos Sem Fronteiras. Em maio de 2007, Rowling prometeu uma doação relatado como mais de £ 250.000 ou mais de 495.000 dólares para um fundo de recompensa iniciado pelo tablóide News of the World para o retorno seguro de uma menina britânica, Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal. Rowling, juntamente com Nelson Mandela , Al Gore, e Alan Greenspan, escreveu uma introdução a uma coletânea de discursos de Gordon Brown, cujos lucros são doados para o Laboratório de Pesquisa Brown Jennifer.

Rowling é um torcedor doThe Shannon Trust, que administra o Toe Toe pelo Plano de Leitura e do Plano de Leitura Shannon em prisões em toda a Grã-Bretanha, ajudando e dando aulas particulares a presos que não sabem ler.

Influências

Rowling nomeou Comunista e dos direitos civis ativista Jessica Mitford como "[ela] mais influente escritor", dizendo: "Jessica Mitford foi minha heroína desde que eu tinha 14 anos, quando eu ouvi a minha formidável tia-avó discutindo como Mitford tinha fugido em Aos 19 anos a lutar com os Reds na Guerra Civil Espanhola ", e afirma que a inspirou a cerca de Mitford era que ela era" incurável e, instintivamente, rebelde, corajoso, aventureiro, divertido e irreverente, ela gostava nada melhor do que uma boa luta, de preferência contra um alvo pomposa e hipócrita. " Rowling descreveu Jane Austen como seu autor favorito, chamando Emma seu livro favorito na revista O . Como uma criança, Rowling disse que suas primeiras influências incluído O Leão, A Feiticeira eo Guarda-Roupa por CS Lewis , The Little White Horse por Elizabeth Goudge, e Manxmouse por Paul Gallico.

Ideologia política

Em setembro de 2008, às vésperas daConferência do Partido Trabalhista, Rowling anunciou que tinha doou £ 1 milhão para oPartido Trabalhista, e publicamente endossado primeiro-ministro trabalhistaGordon BrownsobreTory challengerDavid Cameron, dizendo em um comunicado:

Eu acredito que as famílias pobres e vulneráveis ​​se sairá muito melhor sob o Partido Trabalhista do que seria sob uma liderada pelos Cameron do Partido Conservador . Gordon Brown tem consistentemente priorizado e introduziu medidas que vão salvar tantas crianças quanto possível de uma vida carente de oportunidades ou de escolha. O governo trabalhista inverteu a tendência de longo prazo da pobreza infantil, e é um dos países líderes da UE no combate à pobreza infantil. A promessa de David Cameron de regalias fiscais para os casados, por outro lado, é uma reminiscência do governo conservador eu experimentei como um pai solitário. Ele envia a mensagem de que os conservadores ainda acreditam que uma sem filhos, a renda dupla, mas casal é mais merecedor de um tapinha financeira sobre a cabeça do que aqueles que lutam, como eu era uma vez, para manter suas famílias à tona em tempos difíceis.

Rowling é um amigo próximo de Sarah Brown, esposa de Gordon Brown, que ela conheceu quando eles colaboraram em um projeto de caridade (ver acima). Quando o filho de Brown Fraser nasceu em 2003, Rowling foi um dos primeiros a visitá-la no hospital.

Rowling discutiu o Estados Unidos eleição presidencial de 2008 com o jornal em língua espanhola El País . Ela disse que estava obcecado com as eleições dos Estados Unidos, porque eles teriam um efeito profundo sobre o resto do mundo. Em fevereiro de 2008, ela disse que Barack Obama e Hillary Clinton seria "extraordinário" na Casa Branca. Na mesma entrevista, ela também disse que seu herói era Robert F. Kennedy.

Em abril de 2010, Rowling publicou um artigo no The Timesem que ela fortemente criticado plano de Cameron para incentivar os casais a ficar juntos, oferecendo-lhes um crédito de imposto anual £ 150.

Ninguém que já tenha experimentado a realidade da pobreza poderia dizer "que não é o dinheiro, é a mensagem". Quando o seu apartamento foi arrombado, e você não pode pagar um chaveiro, é o dinheiro. Quando você está dois pence curtas de uma lata de feijões cozidos, e seu filho está com fome, é o dinheiro. Quando você se encontra contemplando furtos para obter fraldas, é o dinheiro. Se único conselho prático de Cameron às mulheres que vivem na pobreza, os únicos encarregados de educação de seus filhos, é "casar-se, e nós vamos dar-lhe £ 150", ele revela ser completamente ignorante de sua verdadeira situação. Quantos maridos em potencial que eu nunca encontro, quando eu era a única mãe de um bebê, incapaz de trabalhar, preso dentro do meu apartamento, noite após noite, com o dinheiro mal suficiente para as necessidades da vida? Eu deveria ter proposto aos jovens que quebrou pela minha janela da cozinha às 3 da manhã? Meio bilhão de libras, para enviar uma mensagem - não seria mais rentável, mais pessoal, para enviar todos os de baixa renda pessoas casadas flores?

Como um morador da Escócia, Rowling é elegível para votar em 2014referendo sobre a independência da Escócia, e tem a intenção de votar a favor da união.

Visões religiosas

Ao longo dos anos, algumas pessoas religiosas criticaram os livros de Rowling por supostamente promover a bruxaria; no entanto, Rowling identifica como cristão. Ela participou de uma congregação da Igreja da Escócia ao escrever Harry Potter e sua filha mais velha, Jessica, foi batizado lá. "Eu vou à igreja mim mesmo", ela diz, "Eu não assume qualquer responsabilidade por as franjas lunáticas da minha própria religião." Ela disse uma vez: "Eu acredito em Deus, não magia." Logo no início, ela sentiu que se os leitores sabia de suas crenças cristãs que eles seriam capazes de "adivinhar o que vem nos livros."

Em 2007, Rowling descreveu sua formação religiosa em uma entrevista com o jornal holandês o Volkskrant:

I foi oficialmente criado na Igreja da Inglaterra, mas eu estava realmente mais de uma aberração na minha família. Nós não falamos sobre religião em nossa casa. Meu pai não acreditava em nada, nem a minha irmã. Minha mãe aliás visitar a igreja, mas principalmente durante o Natal. E eu estava imensamente curioso. A partir de quando eu tinha 13, 14 eu fui sozinho para a igreja. Achei muito interessante o que estava sendo dito lá, e eu acreditei nele. Quando fui para a universidade, eu me tornei mais crítica. Eu tenho mais irritado com a presunção de pessoas religiosas e fui à igreja cada vez menos. Agora eu estou no ponto onde eu comecei: sim, eu acredito. E sim, eu vou para a igreja. Uma igreja protestante aqui em Edimburgo. Meu marido também é levantada protestante, mas ele vem de um grupo escocês muito rigoroso. Uma onde não podia cantar e falar.

Rowling tem ocasionalmente expressaram ambivalência sobre sua fé religiosa. Em uma entrevista de 2006 com Tatler magazine, Rowling observou que, "como Graham Greene, minha fé é, por vezes, sobre se a minha fé vai voltar. É importante para mim. " Em um documentário britânico, JK Rowling: A Year in the Life , quando perguntou se ela acreditava em Deus, ela disse: "Sim, eu lutar com ele, eu não poderia fingir que eu não tenho dúvida de-montado sobre um monte. de coisas e isso seria um deles, mas eu diria que sim. " Quando perguntado se ela acreditava em vida após a morte, ela disse: "Sim, eu acho que eu faço." Ela ainda disse: "É algo que eu lutar com um monte. Isso me preocupa muito, e eu acho que isso é muito óbvio nos livros." Em uma entrevista de 2008 com o jornal espanhol El País , Rowling disse, "Eu me sinto muito atraída para a religião, mas ao mesmo tempo eu sinto muita incerteza. Eu vivo em um estado de fluxo espiritual. Acredito na permanência do alma. " Em uma entrevista com o Today Show em julho de 2007, ela disse, "... até chegarmos Livro Sete, opiniões sobre o que acontece após a morte e assim por diante ... daria muito do que estava por vir. Então ... sim, minha crença e minha lutando com a crença religiosa e assim por diante eu acho que é bastante evidente neste livro. " Em uma entrevista de 2012 rádio com Mark Lawson disse que era um membro da Igreja Episcopal .

Disputas legais

Rowling, seus editores, e Time Warner, o proprietário dos direitos sobre os filmes de Harry Potter, tomaram várias ações legais para proteger seus direitos autorais. A popularidade mundial do Harry Potter série levou ao aparecimento de uma série de produzidos localmente, seqüelas não autorizadas e outros trabalhos derivados, provocando esforços para proibir ou contê-los.

Outra área de disputa judicial envolve uma série de liminares obtidas por Rowling e seus editores para proibir ninguém de ler seus livros antes de sua data de lançamento oficial. A liminar atraiu o fogo dos defensores das liberdades civis e da liberdade de expressão e debates desencadearam sobre o "direito a ler".

Relacionamento com a imprensa

Rowling teve uma relação difícil com a imprensa. Ela admite ser "de pele fina" e não gosta da natureza volúvel dos relatórios. "Eles foram em um dia de dizer: 'Ela tem o bloco do escritor' para dizer: 'Ela tem sido auto-indulgente'", disse The Times em 2003, "E eu pensei, bem, o que é uma diferença 24 horas faz." Rowling no entanto contesta a sua reputação como um recluso que odeia a ser entrevistado.

A partir de 2011, Rowling tomou mais de 50 ações contra a imprensa. Em 2001, a Press Complaints Comissão julgou procedente uma queixa apresentada por Rowling sobre uma série de fotografias não autorizadas dela com a filha na praia em Maurícias publicado em OK! Revista . Em 2007, o filho mais novo de Rowling, David, assistido por Rowling e seu marido, perdeu uma luta judicial para proibir a publicação de uma fotografia dele. A foto, tirada por um fotógrafo usando uma lente de longo alcance, foi posteriormente publicado em uma Sunday Express artigo que caracteriza a vida familiar de Rowling e da maternidade. A sentença foi anulada em favor de Davi em Maio de 2008.

Rowling disse que ela não gosta particularmente o tablóide britânico Daily Mail , o que fez referências a um stalker Rowling insiste não existe, e realizaram entrevistas com seu ex-marido distante. Como um jornalista observou, "de Harry Tio Vernon é um filisteu grotesca de tendências violentas e muito pouco cérebro. Não é difícil adivinhar qual jornal Rowling dá-lo a ler [em Cálice de Fogo ]. "

Alguns têm especulado que o relacionamento cheio de Rowling com a imprensa foi a inspiração por trás do personagem Rita Skeeter, um jornalista de celebridade fofoqueiro que aparece pela primeira vez em Cálice de Fogo , mas Rowling observou em 2000 que o personagem realmente antecede sua ascensão à fama: "As pessoas têm perguntado me se Rita Skeeter foi inventado [para refletir Harry Potter ' s popularidade], mas na verdade ela sempre foi planejado. " "Eu tentei colocar Rita em A Pedra Filosofal - você sabe quando Harry entra no Caldeirão Furado pela primeira vez e todo mundo diz, "Sr. Potter você está de volta! ", Eu queria colocar um jornalista lá dentro. Ela não foi chamada Rita, em seguida, mas ela era uma mulher. E então eu pensei, enquanto eu olhava para a trama global, pensei, isso não é realmente onde ela se encaixa melhor, ela se encaixa melhor em quatro anos quando Harry deveria chegar a termos com sua fama. "

Em setembro de 2011, Rowling foi nomeado um "participante core" no Inquérito Leveson sobre a cultura, práticas e ética da imprensa britânica, como uma das dezenas de celebridades que podem ter sido vítimas de escutas telefônicas. Em 24 de Novembro de 2011, Rowling deu provas antes do inquérito; embora ela não era suspeito de ter sido vítima de hacking de telefone (ela "quase não usou seu telefone na década de 90", ela disse), o seu testemunho incluídas contas de fotógrafos acampam na sua porta, seu noivo que está sendo enganado em dar o seu endereço de casa para um jornalista disfarçado de oficial fiscal, ela persegue um paparazzo uma semana após o parto, um jornalista deixando uma nota em seu interior, em seguida, e cinco anos de idade mochila da filha, e uma tentativa da Sun à "chantagem"-la em uma oportunidade de foto em troca da devolução de um manuscrito roubado. Rowling disse que ela teve de deixar sua antiga casa em Merchiston, Edimburgo por causa da intrusão da imprensa. Em novembro de 2012, Rowling escreveu um artigo para The Guardian em reação a David Cameron decisão de não implementar as recomendações completos do inquérito Leveson, dizendo que ela se sentiu "enganado e com raiva".

Prêmios e honras

Rowling recebeu títulos honoris causa da Universidade de St Andrews , a Universidade de Edimburgo, Universidade Napier, da Universidade de Exeter, na Universidade de Aberdeen e da Universidade de Harvard, para quem ela falava na cerimónia de início 2008. Em 2009, Rowling foi condecorado com a Légion d'honneur pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy.

Outros prêmios incluem:

  • 1997:A Nestlé Smarties Book Prize, Prêmio de Ouro paraHarry Potter ea Pedra Filosofal
  • 1998: Prêmio Nestlé Smarties Book, Gold Award paraHarry Potter ea Câmara dos Segredos
  • 1998: Livro britânicos Infantil do Ano, vencedorHarry Potter ea Pedra Filosofal
  • 1999: Prêmio Nestlé Smarties Book, Gold Award paraHarry Potter eo Prisioneiro de Azkaban
  • 1999:Livro do Ano Nacional Book Awards Infantil, vencedorHarry Potter ea Câmara dos Segredos
  • 1999:Livro da Whitbread Children of the Year, vencedorHarry Potter eo Prisioneiro de Azkaban
  • 2000:British Book Awards, Autor do Ano
  • 2000:Ordem do Império Britânico, Officer (para serviços deliteratura infantil)
  • 2000:Prêmio Locus, vencedorHarry Potter eo Prisioneiro de Azkaban
  • 2001: Hugo Award de Melhor Novela, vencedorHarry Potter eo Cálice de Fogo
  • 2003: Premio Príncipe de Asturias, Concord
  • 2003: Bram Stoker Award paraMelhor Trabalho for Young Readers, vencedorHarry Potter ea Ordem da Fênix
  • 2006: Livro Britânico do Ano, vencedor deHarry Potter eo Enigma do Príncipe
  • 2007: Blue Peter emblema, Ouro
  • 2008: British Book Awards, Outstanding Achievement
  • 2010: Hans Christian Andersen Prêmio Literatura, vencedor do prêmio inaugural
  • 2011:British Academy Film Awards, Contribuição Britânica Outstanding para Cinema para oHarry Pottersérie de filmes, compartilhado comDavid Heyman, elenco e equipe
  • 2012:Liberdade da Cidade de Londres

Publicações

Harry Pottersérie

  1. Harry Potter ea Pedra Filosofal(26 de Junho 1997)
  2. Harry Potter ea Câmara dos Segredos(2 Julho de 1998)
  3. Harry Potter eo Prisioneiro de Azkaban(8 de Julho 1999)
  4. Harry Potter eo Cálice de Fogo(8 de Julho de 2000)
  5. Harry Potter ea Ordem da Fênix(21 de Junho 2003)
  6. Harry Potter eo Enigma do Príncipe(16 de Julho 2005)
  7. Harry Potter e as Relíquias da Morte(21 de julho 2007)

Outros livros infantis

  • Animais Fantásticos e Onde Habitam(suplemento doHarry Pottersérie) (1 Março de 2001)
  • Quadribol Através dos Séculos(suplemento aoHarry Pottersérie) (1 Março de 2001)
  • Os Contos de Beedle, o Bardo(suplemento doHarry Pottersérie) (04 de dezembro de 2008)

Livros para adultos

  • A Vaga Casual(27 de setembro de 2012)

História curta

  • Harry Potter prequel(Julho de 2008)

Artigos

  • Anelli, Melissa (2008). Prefácio de Harry, A História: A Verdadeira História de um menino bruxo, seus fãs, e interior da vida do Fenômeno Harry Potter . Pocket Books.
  • Brown, Gordon (2006). Introdução à "erradicação da pobreza infantil" na Grã-Bretanha em Movimento Forward. Discursos selecionados 1997-2006 . Bloomsbury.
  • McNeil, Gil e Brown, Sarah, editores (2002). Prefácio à antologia Magia . Bloomsbury.
  • Rowling, JK (2008, 5 de junho)."A franja benefícios do fracasso, ea importância da imaginação".Revista Harvard.
  • Rowling, JK (2009, 30 de abril)."Gordon Brown - O 2009 Time 100".Time Magazine.
  • Rowling, JK (2010, 14 de abril)."Manifesto da Mãe solteira".The Times.
  • Rowling, JK (2012, 30 de novembro)."Sinto-me enganado e irritado com a reação de David Cameron para Leveson". The Guardian.
  • Sussman, Peter Y., editor (2006, 26 de julho). "The First It Girl: JK Rowling Comentários Decca: as Cartas de Jessica Mitford . The Daily Telegraph.
Retirado de " http://en.wikipedia.org/w/index.php?title=J._K._Rowling&oldid=548574334 "