Conteúdo verificado

Ludwig Wittgenstein

Assuntos Relacionados: Filósofos

Sobre este escolas selecção Wikipedia

Crianças SOS feita esta seleção Wikipedia ao lado de outras escolas recursos . Uma boa maneira de ajudar outras crianças é por patrocinar uma criança

Ludwig Wittgenstein
photograph
Fotografado por Ben Richards
Swansea, País de Gales, 1947
Nascido (1889/04/26) 26 de abril de 1889
Viena , ?ustria
Morreu 29 de abril de 1951 (1951/04/29) (62 anos)
Cambridge , Inglaterra
Causa da morte Câncer de próstata
Lugar de descanso Ascension Parish Burial Ground, Cambridge
Coordenadas: 52,2176 ° N ° E 0,1001 / 52,2176; 0,1001
Nacionalidade Austríaca (1889-1939)
Britânico (1939-1951)
Educação PhD (University of Cambridge)
Alma mater Berlim Technische Hochschule
Victoria University of Manchester
Universidade de Cambridge
Ocupação Filósofo
Conhecido por Teoria pictórica da linguagem
Funções de verdade
Estados de coisas
Necessidade lógica
O significado é uso
Jogos de linguagem
Argumento da linguagem privada
Semelhança de família
Regra seguinte
Formas de vida
Fideísmo Wittgensteinian
Anti-realismo
Filosofia da matemática de Wittgenstein
Filosofia da linguagem comum
Análise de linguagem ideal
Significado ceticismo
Ceticismo memória
Intuitivismo
Externalismo semântico
Quietismo
Trabalho notável (s) Tractatus Logico-Philosophicus (1921)
Algumas Observações sobre a Forma Lógica
Investigações Filosóficas (1953)
Influenciado por Santo Agostinho de Hipona , Fyodor Dostoyevsky , Gottlob Frege, Johann Wolfgang von Goethe , William James, Søren Kierkegaard, GE Moore, Bertrand Russell , Arthur Schopenhauer , Oswald Spengler, Baruch Spinoza , Leo Tolstoy
Influenciado Bertrand Russell , GE Moore, Frank P. Ramsey, Círculo de Viena, AJ Ayer, Rudolf Carnap, Alan Turing , GEM Anscombe, PF Strawson, Gilbert Ryle, Saul Kripke, Michael Dummett, Hilary Putnam, Noam Chomsky , Donald Davidson, Daniel Dennett, John Searle, Bernard Williams, John McDowell, Crispin Wright, Richard Rorty, Stanley Cavell, Robert Brandom, Simon Blackburn, Hans Sluga, David Bloor, Paul Feyerabend, Hubert Dreyfus, Barry Stroud, Colin McGinn, Peter Hacker, Ian Hacking, Eleanor Rosch, George Lakoff, Hazel Rose Markus, Herbert H. Clark, Pierre Bourdieu
Pais Karl Wittgenstein e Leopoldina Kalmus
Parentes Paul Wittgenstein (irmão), Margaret Stonborough-Wittgenstein (irmã)
Site
Os Arquivos Wittgenstein da Universidade de Bergen
A Cambridge Wittgenstein Arquivo

Ludwig Josef Johann Wittgenstein (26 de abril de 1889 - 29 de abril de 1951) foi um austríaco - britânico filósofo que trabalhou principalmente em lógica , o filosofia da matemática, a filosofia da mente , eo filosofia da linguagem. Ele era professor de filosofia na Universidade de Cambridge desde 1939 até 1947. Em sua vida, ele publicou apenas um livro de revisão, um artigo, dicionário infantil, ea 75 páginas Tractatus Logico-Philosophicus (1921). Em 1999, sua publicado postumamente Investigações Filosóficas (1953) foi classificado como o livro mais importante da filosofia do século 20 pelo Baruch Poll, destacando-se como "... a obra-prima de um cruzamento na filosofia do século XX, apelando em diversas especializações e orientações filosóficas". O filósofo Bertrand Russell descreveu-o como "o mais perfeito exemplo que eu já conheci de gênio, como tradicionalmente concebido, apaixonado, profundo, intenso, e dominando".

Nascido em Viena em uma das famílias mais ricas da Europa, ele deu toda a sua herança. Três de seus irmãos se suicidou, com Wittgenstein contemplá-lo também. Ele deixou a academia várias vezes: servir como um oficial na linha da frente durante a I Guerra Mundial , onde foi decorados um número de vezes para a sua coragem; ensinando nas escolas em aldeias remotas, onde austríacos que ele encontrou controvérsia para bater nas crianças quando eles cometeram erros em matemática; e trabalhar durante a Segunda Guerra Mundial como um porteiro do hospital em Londres, onde ele disse que os pacientes não tomam os medicamentos foram prescritos, e onde ninguém sabia que ele era um dos filósofos mais famosos do mundo. Ele descreveu a filosofia, no entanto, como "o único trabalho que me dá satisfação real."

Sua filosofia é frequentemente dividida entre seu período inicial, exemplificado pelo Tractatus, e mais tarde período, articulada nas Investigações Filosóficas. O primeiro Wittgenstein estava preocupado com a relação lógica entre proposições e do mundo, e acreditava que, fornecendo uma conta da lógica subjacente a esta relação que ele tinha resolvido todos os problemas filosóficos. O segundo Wittgenstein rejeitou muitas das conclusões do Tractatus, argumentando que o significado das palavras é constituída pela função que desempenham dentro de um determinado jogo de linguagem.

A influência de Wittgenstein foi sentida em quase todos os campos das ciências humanas e sociais, ainda não estão amplamente interpretações divergentes do seu pensamento. Nas palavras de seu amigo e colega Georg Henrik von Wright: "Ele era da opinião ... que suas idéias eram geralmente mal interpretado e distorcido, mesmo por aqueles que professavam ser seus discípulos Ele duvidou que ele seria melhor compreendida no futuro Certa vez, ele disse que se sentia como se.. ele estava escrevendo para pessoas que pensam de forma diferente, respirar um ar diferente da vida, da dos homens de hoje em dia ".

Fundo

Os Wittgenstein

Karl Wittgenstein era um dos homens mais ricos da Europa.

De acordo com uma árvore genealógica preparado em Jerusalém após a Segunda Guerra Mundial, bisavô paterno de Wittgenstein foi Moisés Meier, um agente de terra judaica que vivia com sua esposa, Brendel Simon, em Bad Laasphe no Principado de Wittgenstein, Westphalia. Em julho de 1808, Napoleão emitiu um decreto que todos, incluindo os judeus, deve adotar uma inheritable sobrenome da família, e assim o filho de Meier, também Moisés, tomou o nome de seus empregadores, a Sayn-Wittgenstein, e tornou-se Moisés Meier Wittgenstein. Seu filho, Hermann Christian Wittgenstein-que tomou o nome do meio "cristão" para se distanciar de seu fundo judaico-casado Fanny Figdor, também judia, que se converteu ao protestantismo pouco antes de eles se casaram, e que o casal fundou um negócio bem sucedido na negociação de lã em Leipzig. A avó de Ludwig, Fanny Figdor, foi um primeiro primo do famoso violinista Joseph Joachim. Eles tinham 11 crianças- entre eles o pai de Wittgenstein. Karl Wittgenstein (1847-1913) tornou-se um magnata industrial, e no final dos anos 1880 era um dos homens mais ricos da Europa, com um monopólio eficaz no cartel do aço da ?ustria. Graças a Karl, o Wittgenstein tornou-se a segunda família mais rica do Habsburg Empire, atrás apenas do Rothschilds. Como resultado de sua decisão em 1898 de investir substancialmente no exterior, especialmente nos Países Baixos, Suíça e os EUA, a família foi a uma extensão protegida da hiperinflação que atingiu a ?ustria em 1922. Sua riqueza ainda não diminuíram devido à pós-1918 hiperinflação ea Grande Depressão , embora ainda tão tarde quanto 1938, possuía 13 mansões em Viena sozinho.

Infância

A irmã de Ludwig Margaret, pintado por Gustav Klimt por seu retrato de casamento em 1905

A mãe de Wittgenstein foi Leopoldina Kalmus. Seu pai era Tcheca judeu e sua mãe era austríaca - Esloveno Católica, ela era avô materno de Wittgenstein e só avós não-judeus, cuja ascendência era austríaco e uma tia do Prêmio Nobel Friedrich Hayek em seu lado maternal. Ludwig nasceu às 8:30 horas do dia 26 de abril de 1889 no chamado "Wittgenstein Palace" no Alleegasse 16, agora o Argentinierstrasse, perto da Karlskirche. Karl e Poldi, como era conhecida, teve nove filhos no total. Havia quatro meninas: Hermine, Margaret (Gretl), Helene, e uma quarta filha, que morreu como um bebê; e cinco meninos: Johannes (Hans), Kurt Rudolf (Rudi), Paul-que se tornou um pianista de concerto, apesar de perder um braço na I Guerra Mundial -e Ludwig, que era o mais novo da família.

As crianças foram batizados como católicos, e cresceu em um ambiente excepcionalmente intensa. A família estava no centro da vida cultural de Viena; De Bruno Walter descreveu a vida no palácio as Wittgenstein 'como um "todo-penetrante atmosfera da humanidade e da cultura". Karl foi um patrono das artes líder, comissionamento obras de Auguste Rodin e financiamento salão de exposições e galeria de arte da cidade, o Construção da separação. Gustav Klimt pintou a irmã de Wittgenstein para seu retrato de casamento, e Johannes Brahms e Gustav Mahler deu concertos regulares em numerosas salas de música da família.

Para Wittgenstein, que é altamente valorizado precisão e disciplina, música contemporânea nunca foi considerada aceitável em tudo. "Music", ele disse a seu amigo Drury em 1930, "veio a uma parada completa com Brahms; e até mesmo em Brahms posso começar a ouvir o barulho das máquinas." O próprio Wittgenstein teve ouvido absoluto, e sua devoção à música permaneceu vitalmente importante para ele ao longo de sua vida: ele fez uso frequente de exemplos musicais e metáforas em seus escritos filosóficos, e foi invulgarmente adeptos a assobiar passagens musicais longas e detalhadas. Ele também aprendeu a tocar clarinete na casa dos trinta.

Temperamento da Família; suicídios dos irmãos

Ray Monk escreve que o objetivo de Karl era transformar seus filhos em capitães da indústria; eles não foram enviados para a escola para que eles adquiram maus hábitos, mas foram educados em casa para prepará-los para o trabalho no império industrial de Karl. Três dos cinco irmãos viria a cometer suicídio. O psiquiatra irlandês Michael Fitzgerald argumenta que Karl era um perfeccionista dura que faltou empatia, e que a mãe de Wittgenstein estava ansioso e inseguro, incapaz de levantar-se para o marido. Johannes Brahms disse da família, a quem ele visitou regularmente: "Eles pareciam agir em relação uns aos outros como se estivessem em tribunal". A família parece ter um forte traço de depressão que passa por ele. Anthony Gottlieb conta a história de Paul praticando em um dos sete pianos de cauda em principal mansão da família a Wittgenstein ', quando de repente ele gritou para Ludwig no quarto ao lado: "Eu não posso jogar quando você está em casa, como eu sinto o seu ceticismo escorrer para mim por baixo da porta! "

Ludwig (inferior direito), Paul, e suas irmãs, 1890s atrasados

O irmão mais velho, Hans, foi saudado como um prodígio musical. Na idade de quatro, Waugh escreve, Hans conseguiu identificar o Efeito Doppler em uma sirene que passam como uma gota quartas-de-tom em campo, e em cinco comecei a chorar "Errado! Errado!" quando duas bandas de música em um carnaval jogado a mesma melodia em diferentes chaves. Mas ele morreu em circunstâncias misteriosas maio 1902, quando ele fugiu para a América e desapareceu de um barco em Chesapeake Bay, o mais provável tendo cometido suicídio.

Dois anos mais tarde, com idade entre 22 e estudar química na Berlin Academy, o terceiro irmão mais velho, Rudi, cometeu suicídio em um bar Berlim. Ele pediu ao pianista a tocar de Thomas Koschat "Verlassen, verlassen, verlassen bin ich (" Forsaken, abandonado, abandonado sou eu "), antes de misturar-se um copo de leite e cianeto de potássio. Ele havia deixado várias notas de suicídio, um para seus pais que diziam que ele estava de luto pela morte de um amigo, e outro que se referia à sua "disposição pervertido". Foi noticiado na época em que ele tinha procurado o conselho do Científico-Humanitário Comissão, uma organização que estava em campanha contra Parágrafo 175 do Código Penal Alemão, que proibia o sexo homossexual. Seu pai proibiu a família de nunca mencionar o nome dele novamente.

"Eu não vou dizer" Vejo você amanhã ", porque isso seria como prever o futuro, e eu tenho certeza que eu não posso fazer isso." - Wittgenstein, 1949

O irmão mais velho segunda, Kurt, um diretor oficial e companhia, atirou em si mesmo em 27 de outubro de 1918, no final da Primeira Guerra Mundial, quando as tropas austríacas ele estava comandando recusou-se a obedecer às suas ordens e abandonado em massa. De acordo com Gottlieb, Hermine tinha dito Kurt parecia carregar "o germe de desgosto pela vida dentro de si mesmo". Mais tarde, Wittgenstein escreveu: "Eu deveria ter ... se tornar uma estrela no céu Em vez de que eu ter permanecido preso na terra.".

1903-1906: Realschule em Linz

Realschule em Linz

Wittgenstein foi ensinado por professores particulares em casa até que ele tinha 14 anos de idade. Posteriormente, durante três anos, frequentou uma escola. Após a morte de Hans e Rudi, Karl cedeu e permitiu que Paul e Ludwig para ser enviado para a escola. Alexander Waugh escreve que já era tarde demais para Wittgenstein para passar seus exames para o mais acadêmico Ginásio em Wiener Neustadt; tendo tido nenhuma escolaridade formal, ele falhou no vestibular e apenas mal conseguiu depois de aulas extras para passar no exame para o mais técnicas Kuk Realschule em Linz, uma pequena escola estadual com 300 alunos. Em 1903, quando tinha 14 anos, ele começou seus três anos de escolaridade formal lá, acomodações mais próximas no tempo prazo com a família de um Dr. Srigl, um mestre no ginásio local, a família dando-lhe o apelido de Luki.

Em começando na Realschule, Wittgenstein tinha sido movido para a frente um ano. Historiador Brigitte Hamann escreve que ele se destacava entre os outros meninos: ele falou de uma forma extraordinariamente puro de Alto alemão com uma gagueira, vestida elegantemente, e era sensível e insociável. Monk escreve que os outros meninos zombavam dele, cantando depois dele: "Wittgenstein Wandelt wehmütig widriger Winde Wegen Wienwärts" ("Wittgenstein passeia melancolicamente Viena-alas devido a ventos adversos"). Em seu certificado de sair, ele recebeu uma marca de topo - 5 - em estudos religiosos; 2 por conduta e Inglês, 3 para Francês, geografia, história, matemática e física, e 4 para alemão, química, geometria e desenho à mão livre. Ele tinha especial dificuldade com a ortografia e falhou o seu exame de alemão escrito por causa disso. Ele escreveu em 1931: "A minha ortografia ruim na juventude, até a idade de cerca de 18 ou 19, está conectado com a totalidade do resto da minha personagem (minha fraqueza em estudo)."

Origem judaica e Hitler

Há muito debate sobre a medida em que Wittgenstein e seus irmãos, que eram de 3/4 ascendência judaica, viu-se como judeus, ea questão surgiu em particular no que respeita schooldays de Wittgenstein, porque Adolf Hitler estava na mesma escola por parte de ao mesmo tempo. Laurence Goldstein argumenta que é "esmagadoramente provável" os meninos se conheceram: a de que Hitler teria não gostava Wittgenstein, um "gaguejando, precoce, precioso, arrivista aristocrática ...". Outros comentadores têm descartado como irresponsável e desinformados qualquer sugestão de que a riqueza de Wittgenstein e personalidade incomum pode ter alimentado o anti-semitismo de Hitler, em parte porque não há nenhuma indicação de que Hitler teria visto Wittgenstein como judeu.

Wittgenstein e Hitler nasceu há apenas seis dias de intervalo, embora Hitler tinha sido retido por ano, enquanto Wittgenstein foi movido para a frente por um, então eles acabaram dois graus distante na Realschule. Monk estima ambos estavam na escola durante o ano letivo 1904-1905, mas diz que não há provas de que eles tinham alguma coisa a ver com a outra. Vários comentadores têm argumentado que uma fotografia da escola de Hitler pode mostrar Wittgenstein, no canto inferior esquerdo, mas Hamann diz a fotografia hastes de 1900 ou 1901, antes da época de Wittgenstein.

Em seus próprios escritos Wittgenstein freqüentemente referiu a si mesmo como judeu, por vezes, como parte de uma auto-flagelação aparente. Por exemplo, enquanto repreendendo-se por ser um "reprodutivo" ao contrário de pensador "produtivo", ele atribuiu isso a seu próprio senso de identidade judaica, escrevendo: ". O santo é o único gênio judaico Mesmo o maior pensador judeu não é mais do talentoso. (Eu, por exemplo). " Enquanto Wittgenstein viria a alegação de que "[m] y pensamentos são 100% hebraica", como Hans Sluga argumentou, se assim for, "a sua foi uma auto-duvidar judaísmo, que teve sempre a possibilidade de entrar em colapso em uma auto-ódio destrutivo (como o fez no O caso de Weininger), mas que também realizou uma imensa promessa da inovação e do gênio ".

Perda da fé e posterior Defesa da Religião

Foi enquanto ele estava no Realschule que ele decidiu que tinha perdido a sua fé em Deus. Ele, no entanto, acreditava na importância da idéia de confissão. Ele escreveu em seus diários sobre ter feito uma grande confissão de sua irmã mais velha, Hermine, enquanto ele estava na Realschule; Monk escreve que ele pode ter sido sobre sua perda de fé. Ele também discutiu com Gretl, sua outra irmã, que o dirigiu para Arthur Schopenhauer 's O Mundo como Vontade e Representação. Como um adolescente, Wittgenstein adotou idealismo epistemológico de Schopenhauer. No entanto, após seu estudo da filosofia da matemática, ele abandonou o idealismo epistemológico para Realismo conceitual de Gottlob Frege.

Influência de Otto Weininger

Filósofo austríaco Otto Weininger (1880-1903)

Enquanto um estudante da Realschule, Wittgenstein foi influenciado pelo filósofo austríaco Otto Weininger de 1903 livro Geschlecht und Charakter ( Sex and Character). Weininger (1880-1903), que era tanto judaica e homossexual, argumentou que o sexo masculino e feminino conceitos existem apenas como Formas platônicas, e que a essência da mulher é sexual. Enquanto os homens são basicamente racional, as mulheres operam somente no nível de suas emoções e os órgãos sexuais. Judeus, Weininger argumentou, são semelhantes, saturada com a feminilidade, sem nenhum senso de certo e errado, e nenhuma alma. Weininger argumenta que o homem deve escolher entre sua masculino e feminino lados, consciência e inconsciência, amor platônico e sexualidade. Amor e desejo sexual estão em contradição, eo amor entre uma mulher e um homem é, portanto, condenados à miséria ou imoralidade. A única vida valer a pena é a espiritual de um para viver como uma mulher ou um judeu significa um tem o direito de viver em tudo; a escolha é gênio ou morte. Weininger cometeu suicídio, atirando-se em 1903, pouco depois da publicação do livro. Muitos anos mais tarde, como professor na Universidade de Cambridge, Wittgenstein distribuídos exemplares do livro de Weininger a seus colegas acadêmicos confusos. Ele disse que os argumentos de Weininger estavam errados, mas que era a maneira em que eles estavam errados, que foi interessante.

1906-1913: Universidade

Engenharia em Berlim e Manchester

O velho Technische Hochschule em Charlottenburg, Berlim

Iniciou seus estudos em engenharia mecânica na Technische Hochschule em Charlottenburg, Berlim, em 23 de Outubro 1906, hospedagem com a família de um professor lá, Dr Jolles. Ele participou de três semestres, e foi premiado com um diploma em 5 de Maio de 1908, depois de desenvolver um interesse em aeronáutica. Ele chegou à Victoria University of Manchester, na primavera de 1908 para fazer seu doutorado, cheio de planos para projetos aeronáuticos, incluindo a concepção e voando seu próprio avião. Ele realizou uma pesquisa sobre o comportamento de pipas na atmosfera superior, experimentando em um local de observação meteorológica perto de Glossop. Ele também trabalhou no desenho de uma hélice com pequenos motores a jato na extremidade de suas lâminas, algo que ele patenteou em 1911 e que lhe valeu uma bolsa de estudo de pesquisadores da universidade no outono de 1908.

Wittgenstein se hospedaram no Grouse Inn em 1908, enquanto que trabalham na investigação perto Glossop.

Foi nessa época que ele ficou interessado no fundamentos da matemática, especialmente após ler Bertrand Russell Os Princípios de Matemática (1903), e Grundgesetze der de Gottlob Frege Arithmetik, vol. 1 (1893) e vol. 2 (1903). A irmã de Wittgenstein Hermine disse que ficou obcecado com a matemática, como resultado, e mesmo assim foi perdendo o interesse no domínio da aeronáutica. Ele decidiu em vez disso que ele precisava para estudar a lógica e os fundamentos da matemática, descrevendo-se como em um "indescritível estado constante, quase patológica de agitação". No verão de 1911 ele visitou Frege no Universidade de Jena para mostrar-lhe um pouco de filosofia da matemática e da lógica que ele tinha escrito, e perguntar se valia a pena perseguir; o trabalho não sobreviveu, talvez porque, como ele disse, Frege limpou o chão com ele. Ele escreveu:.. "Foi-me mostrado em estudo de Frege Frege era um homem pequeno, limpo com uma barba pontuda que saltou ao redor da sala enquanto falava Ele absolutamente limpou o chão comigo, e eu me senti muito deprimida, mas no final ele disse: 'Você tem que vir de novo', então eu animou. Tive várias discussões com ele depois disso. Frege nunca iria falar sobre qualquer coisa, mas a lógica ea matemática, se eu começasse em algum outro assunto, ele diria algo educado e, em seguida, mergulhar de volta em lógica e matemática. "

Chegada em Cambridge

A Biblioteca Wren, Trinity College, em Cambridge .

Wittgenstein queria estudar com Frege, mas Frege sugeriu que ele freqüentar a Universidade de Cambridge para estudar com Russell, assim por diante 18 de outubro de 1911 Wittgenstein chegou sem aviso prévio nas salas de Russell em Trinity College . Russell estava tomando chá com CK Ogden, quando, de acordo com Russell, "... um alemão desconhecido apareceu, falando muito pouco Inglês, mas recusando-se a falar alemão. Ele acabou por ser um homem que tinha aprendido engenharia na Charlottenburg, mas durante este curso tinha adquirido, por si mesmo, uma paixão pela filosofia da matemática e agora chegou a Cambridge de propósito para me ouvir. " Ele logo foi não só assistir a palestras de Russell, mas dominá-los. As palestras foram mal atendidos e Russell muitas vezes encontrou-se lecionando apenas para CD Broad, EH Neville, e HTJ Norton. Wittgenstein começou a segui-lo depois de palestras de volta para seus aposentos para discutir mais filosofia, até a hora para a refeição da noite em Hall. Russell cresceu irritado; ele escreveu a seu amante Lady Ottoline Morrell: "Meu amigo alemão ameaça ser uma imposição."

Russell logo passou a acreditar que Wittgenstein era um gênio, especialmente depois que ele havia examinado obra escrita de Wittgenstein. Ele escreveu em novembro 1911 que ele tinha no início pensou Wittgenstein poderia ser uma manivela, mas logo decidiu que ele era um gênio: "Alguns de seus primeiros pontos de vista tomou a difícil decisão Manteve, por exemplo, ao mesmo tempo que todas as proposições existenciais são. . Este sentido foi em uma sala de aula, e eu o convidei a considerar a proposição: "Não há hipopótamo nesta sala no momento." Quando ele se recusou a acreditar, eu olhei em todas as mesas, sem encontrar um, mas ele não se convenceu ". Três meses depois da chegada de Wittgenstein Russell disse Morrell: "Eu o amo e sinto que ele vai resolver os problemas que eu sou velho demais para resolver ... Ele é o homem jovem espera." A inversão de papéis-entre ele e Wittgenstein era tal que ele escreveu em 1916, depois de Wittgenstein havia criticado o seu próprio trabalho: "Sua crítica, 'tho eu não acho que ele percebeu que, na época, era um acontecimento de importância de primeira ordem na minha vida, e afetou tudo o que tenho feito desde então. Eu vi que ele estava certo, e eu vi que eu não poderia esperar mais uma vez para fazer um trabalho fundamental na filosofia ".

Moral Ciências Clube e Apóstolos

Bertrand Russell , em 1907

Em 1912 entrou para a Wittgenstein Cambridge Moral Ciências Club, um grupo de discussão influente para catedráticos e estudantes de filosofia, entregando seu primeiro trabalho lá em 29 de novembro daquele ano, uma conversa de quatro minutos que define a filosofia como "todas essas proposições primitivas que são assumidas como verdadeiras sem provas por várias ciências . " Ele dominou a sociedade e parou de freqüentar inteiramente no início de 1930, após denúncias de que ele deu mais ninguém a chance de falar.

O clube se tornou famoso dentro da filosofia popular por causa de uma reunião em 25 de Outubro 1946, Os quartos do Richard Braithwaite em King , onde Karl Popper , um outro filósofo vienense, tinha sido convidado como orador convidado. Papel de Popper era "Existem problemas filosóficos?", Em que ele iniciou uma posição contra Wittgenstein, afirmando que os problemas na filosofia são reais, e não apenas enigmas lingüísticos como Wittgenstein argumentou. Contas variar, como o que aconteceu em seguida, mas, aparentemente, Wittgenstein começou a acenar um ferro quente, exigindo que Popper dar-lhe um exemplo de uma regra moral. Popper ofereceu um- "não para ameaçar visitar alto-falantes com pokers" -no qual ponto Russell disse Wittgenstein que ele tinha entendido mal e deixou Wittgenstein. Popper sustentou que Wittgenstein 'saiu', mas tornou-se prática aceita por ele para sair mais cedo (por causa de sua capacidade acima mencionada a dominar a discussão). Foi a única vez que os filósofos, três dos mais eminentes do mundo, estavam sempre na mesma sala juntos. O registro de minutos que a reunião foi "cobrado a um grau incomum, com um espírito de controvérsia".

John Maynard Keynes também o convidou para aderir à Cambridge Apostles, uma sociedade secreta de elite formada em 1820, que tanto Russell e GE Moore tinha juntado como estudantes, mas Wittgenstein não gostou e participou com pouca frequência. Russell estava preocupada que Wittgenstein não apreciaria unseriousness do grupo, estilo de humor, ou o fato de que os membros estavam no amor um com o outro.

Sexualidade e relacionamento com David Pinsent

Wittgenstein mais tarde confessou que, como um adolescente em Viena, ele tinha tido um caso com uma mulher. Wittgenstein também é amplamente considerado como tendo se apaixonado por pelo menos três homens: David Hume Pinsent em 1912, Francis Skinner, em 1930, e Ben Richards no final de 1940. Além disso, na década de 1920 Wittgenstein tornou-se apaixonado por uma jovem suíça, Marguerite Respinger, modelando uma escultura de ela e propor a união, ainda que na condição de que eles não têm filhos.

Foi Russell que introduziu Wittgenstein para David Pinsent (1891-1918), no Verão de 1912. A graduação de matemática e descendente de David Hume , Pinsent logo se tornou o melhor amigo de Wittgenstein. Os homens trabalhavam juntos em experimentos no laboratório de psicologia sobre o papel do ritmo na apreciação da música, e Wittgenstein entregue um documento sobre o assunto ao Associação Britânica de Psicologia, em Cambridge em 1912. Eles também viajaram juntos, incluindo a Islândia em setembro 1912-as despesas pagas por Wittgenstein, incluindo viagens de primeira classe, a contratação de um trem privado, e roupas novas e gastar dinheiro para Pinsent e mais tarde para Noruega. Diários de Pinsent fornecer informações valiosas sobre a personalidade de Wittgenstein - sensíveis, nervosos e sintonizados com o mais ínfimo ligeira ou mudança de humor de Pinsent. Em seus diários Pinsent escreveu sobre compras de mobiliário com Wittgenstein em Cambridge quando o último foi dada quartos em Trindade; mais do que eles encontraram nas lojas não foi o suficiente para a estética minimalista de Wittgenstein: "Eu fui e ajudou a entrevistar um monte de móveis em várias lojas ... Foi bastante divertido: ele é terrivelmente exigente e nós levou o shopman uma dança terrível , Vittgenstein [sic] ejacular "No-Beastly!" para 90 por cento do que ele mostrou [ortografia arcaica] nós! "

Ele escreveu maio 1912 que Wittgenstein tinha apenas começado a estudar a história da filosofia: "[h] e expressa a surpresa mais ingênuo que todos os filósofos que uma vez adorado na ignorância são depois todos os erros estúpidos repugnantes e desonestas e fazer" A última vez que vi o outro estava em uma estação de trem Birmingham em 8 de Outubro de 1913, quando eles disseram adeus antes de Wittgenstein deixou de viver na Noruega.

1913-1920: Primeira Guerra Mundial e do Tractatus

Trabalhar em Logik

O manuscrito original de Notas de Wittgenstein sobre Logic (1914) em exposição no Wren Library, Trinity College, em Cambridge

Karl Wittgenstein morreu em 20 de janeiro de 1913, e em receber sua herança Wittgenstein se tornou um dos homens mais ricos da Europa. Ele doou parte do seu dinheiro, inicialmente de forma anónima, para artistas e escritores austríacos, incluindo Rainer Maria Rilke e Georg Trakl. Wittgenstein chegou a sentir que ele não poderia chegar ao coração de suas questões mais fundamentais quando cercado por outros acadêmicos, e assim, em 1913, ele retirou-se para a aldeia de Skjolden na Noruega, onde alugou o segundo andar de uma casa para o inverno. Mais tarde, ele viu isso como um dos períodos mais produtivos de sua vida, escrevendo Logik (Notas sobre Logic), o antecessor de grande parte do Tractatus. Enquanto na Noruega, Wittgenstein aprendeu Norueguês para conversar com os moradores locais, e Dinamarquês para ler as obras do filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard.

Por insistência de Wittgenstein, Moore, que era agora um professor de Cambridge, visitou-o na Noruega, em 1914, com relutância, porque Wittgenstein esgotado ele. David Edmonds e John Eidinow escrever que Wittgenstein considerado Moore, um filósofo internacionalmente conhecido, como um exemplo de quão longe alguém poderia começar na vida com "absolutamente nenhuma inteligência seja o que for". Na Noruega, ficou claro que Moore era esperado para secretariar os trabalhos de Wittgenstein, derrubando suas notas, com Wittgenstein caindo em uma raiva quando Moore tem algo errado. Quando ele voltou para Cambridge, Moore pediu a universidade para considerar a aceitação de Logik como suficiente para um grau de bacharel, mas eles se recusaram, dizendo que não foi formatado corretamente: não há notas de rodapé, não prefácio. Wittgenstein estava furioso, escrevendo para Moore maio 1914: "Se eu não valho seu fazendo uma exceção para mim mesmo em alguns detalhes ESTÚPIDOS então eu posso muito bem ir para o inferno diretamente; e se eu sou vale a pena e você não fizer ele então por Deus- que você pode ir para lá. " Moore foi aparentemente perturbada; ele escreveu em seu diário que ele se sentia doente e não poderia obter a carta de sua cabeça. Os dois não voltaram a falar até 1929.

Serviço militar

Linha de fornecimento de Austro-húngaro sobre a Vršič passar, na Front italiano, outubro 1917

Na eclosão da I Guerra Mundial, Wittgenstein imediatamente se ofereceu para o Austro-Húngaro Exército, primeiro servindo em um navio e, em seguida, em uma oficina de artilharia. Em março de 1916, ele foi enviado a uma unidade de combate na linha de frente da frente russa, como parte do 7º Exército austríaco, onde sua unidade foi envolvido em alguns dos combates mais pesados, a defesa contra o Ofensiva de Brusilov. Na ação contra as tropas britânicas, ele foi condecorado com a Mérito Militar com espadas sobre a fita, e foi elogiado pelo exército para "Sua excepcionalmente corajoso comportamento, serenidade, sangue frio, e heroísmo", que "ganhou a admiração total das tropas." Em janeiro de 1917, ele foi enviado como membro de um obus regimento para a frente russa, onde ganhou vários mais medalhas por bravura incluindo a Medalha de Prata para a valentia, Primeira Classe. Em 1918, ele foi promovido a tenente e enviado para o front italiano, como parte de um regimento de artilharia. Por sua parte na ofensiva austríaca final do junho 1918, ele foi recomendado para a Medalha de Ouro para Valour, uma das mais altas honras no exército austríaco, mas em vez disso foi premiado com o Band of a Medalha de Serviço Militar com espadas - ficando decidido que esta ação em particular, embora extraordinariamente corajoso, tinha sido suficientemente consequente para merecer a maior honra.

Durante a guerra, ele manteve cadernos em que ele freqüentemente escreveu reflexões filosóficas ao lado de observações pessoais, incluindo seu desprezo para o personagem dos outros soldados. Ele descobriu Leo Tolstoy 's O Evangelho em breve em uma livraria em Tarnów, e levou-a em todos os lugares, de recomendar a ninguém em perigo, até o ponto onde ele se tornou conhecido por seus companheiros como "o homem com os evangelhos". Em 1916 Wittgenstein ler Dostoiévski 's Os Irmãos Karamazov tantas vezes que sabia passagens inteiras de que pelo coração, em particular os discursos do Zossima mais velho, que representava para ele um poderoso ideal cristão, um homem santo "que podia ver diretamente para as almas de outras pessoas ". Russell disse que ele voltou da guerra um homem mudado, um com uma atitude profundamente místico e asceta.

A conclusão doTractatus

No verão de 1918, Wittgenstein despediu militar e foi para ficar em um dos Viena casas de veraneio de sua família, Neuwaldegg. Foi lá, em agosto de 1918, que ele completou o Tractatus , que apresentou com o título Der Satz (alemão: proposição, frase, frase, conjunto, mas também "salto") para os editores Jahoda e Siegel.

Uma série de eventos em torno deste tempo o deixou profundamente chateado. Em 13 de agosto, seu tio Paulo morreu. Em 25 de outubro, ele aprendeu que Jahoda e Siegel tinha decidido não publicar o Tractatus, e em 27 de Outubro, o seu irmão Kurt se matou, o terceiro de seus irmãos para cometer suicídio. Foi por volta dessa época, ele recebeu uma carta da mãe de David Pinsent dizer que Pinsent havia sido morto em um acidente de avião no dia 8 de maio. Wittgenstein estava distraído a ponto de ser suicida. Ele foi enviado de volta para o front italiano depois de sua licença e, como resultado da derrota do exército austríaco, foi capturado pelas forças aliadas em 3 de novembro, em Trentino. Em seguida, ele passou nove meses, em um prisioneiro italiano do campo de guerra.

Ele voltou para sua família em Viena em 25 de agosto de 1919, por todas as contas fisicamente e mentalmente gasto. Ele, aparentemente, falava incessantemente sobre o suicídio, aterrorizando suas irmãs e Paul. Ele decidiu fazer duas coisas: se matricular na faculdade de formação de professores como um professor de escola primária, e para se livrar de sua fortuna. Em 1914, ele havia sido fornecendo-lhe com uma renda de 300.000 Kronen um ano, mas em 1919 valia muito mais, com uma carteira considerável de investimentos no Estados Unidos e da Holanda . Ele dividiu-a entre seus irmãos, exceto para Margarete, insistindo que não ser guardadas em confiança para ele. Sua família o viu como doente, e aquiesceu.

1920-1928: Ensino, o Tractatus, Haus Wittgenstein

A formação de professores em Viena

Em setembro de 1919 ele se matriculou na Lehrerbildungsanstalt (escola de professores) na Kundmanngasse em Viena. Sua irmã Hermine disse que Wittgenstein trabalhando como professora primária era como usar um instrumento de precisão para abrir caixas, mas a família decidiu não interferir. Thomas Bernhard, mais criticamente, escreveu sobre esse período da vida de Wittgenstein: "o multi-milionário como um mestre-escola aldeia é certamente um pedaço de perversidade."

Postos de ensino na ?ustria

No verão de 1920, Wittgenstein trabalhou como jardineiro para um mosteiro. No começo, ele aplicada, sob um nome falso, para um cargo de professor em Reichenau, foi premiado com o trabalho, mas ele recusou-lo quando sua identidade como Wittgenstein foi descoberto. Como professor, ele queria deixar de ser reconhecida como membro da famosa família Wittgenstein. Em resposta a seu irmão Paul escreveu: "É fora de questão, realmente completamente fora de questão, que qualquer pessoa que carrega nosso nome e cuja elegante e gentil educação pode ser visto de mil passos de distância, não seria identificado como um membro da nossa família ... que se pode nem simular nem dissimular qualquer coisa, incluindo uma educação refinada eu preciso lhe dizer. "

Em 1920, Wittgenstein foi dado seu primeiro emprego como professor de escola primária em Trattenbach, sob seu nome real, em uma vila remota de algumas centenas de pessoas. Suas primeiras letras descrevê-lo como bonito, mas em outubro de 1921, ele escreveu a Russell:. "Eu ainda estou em Trattenbach, cercado, como sempre, por odiosidade e baixeza Eu sei que os seres humanos sobre a média não valem muito em qualquer lugar, mas aqui eles são muito mais bom-para-nada e irresponsável que em outros lugares. " Ele logo foi o objeto de fofocas entre os aldeões, que o achavam excêntrico na melhor das hipóteses. Ele não se dar bem com os outros professores; quando ele encontrou seus aposentos muito barulhento, ele fez uma cama para si mesmo na cozinha da escola. Ele era um professor entusiasta, oferecendo late-night aulas extras para vários dos alunos, algo que não encarecer-lo aos pais, embora alguns deles vieram para adorá-lo; sua irmã Hermine ocasionalmente assisti-lo ensinar e disse que os estudantes "literalmente rastreados uns sobre os outros em seu desejo de ser escolhido para respostas ou manifestações".

Para a menos abled, parece que ele se tornou uma espécie de tirano. As duas primeiras horas de cada dia foram dedicadas à matemática, que horas Monk escreve alguns dos alunos lembrou anos mais tarde com horror. Eles relataram que ele caned os meninos e encaixotado seus ouvidos, e também que ele puxou o cabelo das meninas; isso não era incomum na época para os meninos, mas para os moradores ele foi longe demais ao fazê-lo para as meninas também; Não se esperava que as meninas para entender álgebra, muito menos ter seus ouvidos encaixotado sobre ele. A violência separados, Monk escreve que ele rapidamente se tornou uma lenda aldeia, gritando " Krautsalat! " quando o diretor tocava piano, e "Absurdo!" quando um sacerdote estava respondendo às perguntas das crianças.

Publicação doTractatus

A concepção moderna de todo o mundo está fundada na ilusão de que as chamadas leis da natureza são as explicações de fenômenos naturais.

Assim, as pessoas hoje parar nas leis da natureza, tratando-os como algo inviolável, assim como Deus e destino foram tratados em épocas passadas. E, na verdade ambos estavam certos e errados; embora a vista dos antigos é mais clara na medida em que eles têm um terminal reconhecido, enquanto que o moderno sistema tenta fazer parecer como se tudo foi explicado

- Wittgenstein, Tractatus, 6,371-2

Enquanto Wittgenstein estava vivendo em isolamento na Áustria rural, o Tractatus foi publicado um interesse considerável, pela primeira vez em alemão em 1921 como Logisch-Philosophische Abhandlung , parte do diário de Wilhelm Ostwald Annalen der Naturphilosophie , embora Wittgenstein não estava feliz com o resultado e chamou-lhe um edição pirata. Russell concordou em escrever uma introdução para explicar por que era importante, porque era de outra forma improvável que tenha sido publicado: era difícil, se não impossível de entender, e Wittgenstein era desconhecido na filosofia. Em uma carta a Russell, Wittgenstein escreveu "O ponto principal é a teoria do que pode ser expresso (gesagt) por prop [OSIÇÃO] s-ou seja, por language- (e, o que vem a dar no mesmo, o que pode ser pensado ) e o que não pode ser expressa por pro [posição] s, mas apenas mostrado (gezeigt), o que, creio eu, é o problema fundamental da filosofia ". Mas Wittgenstein não estava feliz com a ajuda de Russell. Ele tinha perdido a fé em Russell, encontrando-o simplista e mecanicista sua filosofia, e sentiu que tinha fundamentalmente mal o Tractatus .

Uma tradução em Inglês foi preparado em Cambridge por Frank Ramsey, um Graduação em Matemática no King do encomendado pela CK Ogden. Era Moore, que sugeriu Tractatus Logico-Philosophicus para o título, uma alusão ao Baruch Spinoza 's Tractatus Teológico-Político. Inicialmente, havia dificuldades em encontrar uma editora para a edição de Inglês também, porque Wittgenstein foi insistindo que aparecem sem introdução de Russell; Cambridge University Press transformou-o para baixo por essa razão. Finalmente, em 1922, foi alcançado um acordo com Wittgenstein que Kegan Paul iria imprimir uma edição bilingue com a introdução de Russell ea tradução de Ramsey-Ogden. Esta é a tradução que foi aprovado por Wittgenstein, mas é problemática em um número de maneiras. Inglês de Wittgenstein era pobre na época, e Ramsey era um adolescente que tinha apenas recentemente aprendeu alemão, para os filósofos muitas vezes preferem usar uma tradução 1961 por David Pears e Brian McGuinness.

Um objetivo do Tractatus é revelar a relação entre a linguagem eo mundo: o que pode ser dito sobre ele, e que só pode ser mostrado. Wittgenstein argumenta que a linguagem tem uma estrutura lógica subjacente, uma estrutura que fornece os limites do que pode ser dito significativamente e, portanto, os limites do que pode ser pensado. Os limites da linguagem, para Wittgenstein, são os limites da filosofia. Grande parte da filosofia envolve tentativas de dizer o indizível: "O que podemos dizer em tudo pode ser dito claramente", ele argumenta. Qualquer coisa além disso, religião, ética, estética, pode-mística não ser discutido a. Eles não são em si mesmos sem sentido, mas qualquer declaração sobre eles deve ser. Ele escreveu no prefácio: "O livro vai, portanto, desenhe um limite para pensar, ou melhor, para não pensar, mas para a expressão de pensamentos, pois, a fim de traçar um limite para pensar que deveríamos ter para ser capaz de acho que ambos os lados deste limite (devemos, portanto, tem que ser capaz de pensar o que não pode ser pensado). "

O livro tem 75 páginas longa "Quanto à falta do livro, estouterrivelmente triste por ele... Se você fosse me espremer um limão como você iria ficar nada mais fora de mim ", disse Ogden-e presentes sete proposições numeradas (1-7), com vários sub-níveis (1, 1,1, 1,11):

  1. Die Welt ist alles, foi der queda ist.
    O mundo é tudo o que é o caso.
  2. Foi der ist Fall, morrer Tatsache, ist das bestehen von Sachverhalten.
    O que é o caso, um fato-é a existência de estados de coisas.
  3. Das Logische Bild der Tatsachen ist der Gedanke.
    Uma imagem lógica dos fatos é um pensamento.
  4. Der Gedanke ist der sinnvolle Satz.
    Um pensamento é uma proposição com um sentido.
  5. Der Satz ist eine Wahrheitsfunktion der Elementarsätze.
    A proposição é uma função de verdade de proposições elementares.
  6. Die allgemeine der Form Wahrheitsfunktion ist:[\bar p,\bar\xi, N(\bar\xi)] . Morre ist die allgemeine Formulário des Satzes.
    A forma geral de uma função de verdade é:[\bar p,\bar\xi, N(\bar\xi)] .Esta é a forma geral de uma proposição.
  7. Wovon kann man nicht sprechen, darüber Muss man schweigen.
    O que não podemos falar, devemos passar em silêncio.

Visite a partir de Frank Ramsey, Puchberg

Frank P. Ramsey visitou Wittgenstein emPuchberg am Schneeberg em setembro 1923.

Em setembro de 1922, ele se mudou para uma escola secundária em uma vila próxima, Hassbach, mas as pessoas lá foram tão bad- "Essas pessoas não são humanos em todos os vermes, mas repugnantes ", escreveu ele a um amigo e ele saiu depois de um mês . Em novembro, ele começou a trabalhar em outra escola primária, desta vez em Puchberg nas montanhas Schneeberg. Lá, ele disse Russell, os moradores eram "um quarto dos animais e três quartos humanos".

Frank P. Ramsey visitou-o em 17 de setembro de 1923 para discutir o Tractatus ; ele concordou em escrever um comentário sobre isso por Mente . Ele relatou em uma carta para casa que Wittgenstein estava vivendo frugalmente em uma pequena sala caiada que só tinha espaço para uma cama, pia, uma pequena mesa, e uma cadeira dura pequena. Ramsey compartilhado uma refeição da noite com ele de grosseiro pão, manteiga e cacau. O horário escolar de Wittgenstein eram oito a doze ou um, e ele tinha as tardes livres. Depois de Ramsey voltou a Cambridge uma longa campanha começou entre amigos de Wittgenstein para convencê-lo a voltar para Cambridge e longe do que eles viam como um ambiente hostil para ele. Ele estava aceitando nenhuma ajuda até mesmo de sua família. Ramsey escreveu a John Maynard Keynes: "[a família de Wittgenstein] são muito ricos e extremamente ansiosos em lhe dar dinheiro ou fazer qualquer coisa para ele de qualquer maneira, e ele rejeita todos os seus avanços, até mesmo presentes de Natal ou presentes de alimentos de inválido, quando ele é doente, ele envia de volta. E isso não é porque eles não estão em boas condições, mas porque ele não terá qualquer dinheiro que ele não ganhou ... É uma pena terrível. "

Haidbauer incidente, Otterthal

O Círculo de Viena

O Tractatus era agora o assunto de muito debate entre os filósofos, e Wittgenstein era uma figura de aumentar a fama internacional. Em particular, um grupo de discussão de filósofos, cientistas e matemáticos, conhecido como o Círculo de Viena, tinha construído em grande parte como resultado da inspiração que tinha sido dado pela leitura do Tractatus . A partir de 1926, com os membros do Círculo de Viena, Wittgenstein iria participar de muitas discussões. No entanto, durante essas discussões, logo se tornou evidente que Wittgenstein tinha uma atitude diferente em relação a filosofia que os membros do Círculo de quem o seu trabalho havia inspirado. Por exemplo, durante as reuniões do Círculo de Viena, ele iria mostrar o seu desacordo com a interpretação errada do grupo de seu trabalho por virar as costas para eles e leitura de poesia em voz alta. Em sua autobiografia, Rudolf Carnap descreve Wittgenstein como o pensador que lhe deu a maior inspiração. No entanto, ele também escreveu que "havia uma diferença marcante entre a atitude de Wittgenstein para problemas filosóficos e que de Schlick e eu. A nossa atitude para com os problemas filosóficos não foi muito diferente do que os cientistas têm para com os seus problemas." Quanto Wittgenstein:

Seu ponto de vista e sua atitude para com as pessoas e problemas, até mesmo problemas teóricos, eram muito mais semelhantes aos de um artista criativo do que às de um cientista; quase se poderia dizer, semelhantes aos de um profeta religioso ou um vidente ... Quando finalmente, às vezes depois de um árduo esforço prolongado, as respostas dele saiu, sua declaração estava diante de nós como uma peça recém-criado de arte ou uma revelação divina. ..o impressão que causou em nós era como se uma visão veio a ele como por inspiração divina, de modo que não podia deixar de sentir que qualquer comentário racional sóbria da análise de que seria uma profanação.

Haus Wittgenstein

"Eu não estou interessado em erguer um edifício, mas em [...] apresentar a mim mesmo as fundações de todos os edifícios possíveis."
- Wittgenstein
Wittgenstein trabalhou emHaus Wittgenstein entre 1926 e 1929.

Em 1926, Wittgenstein foi novamente trabalhando como jardineiro para um número de meses, desta vez no mosteiro de Hütteldorf, onde também havia perguntado sobre como se tornar um monge. Sua irmã, Margaret, convidou-o para ajudar com o projeto de sua nova moradia no de Viena Kundmanngasse . Wittgenstein, seu amigo Paul Engelmann, e uma equipe de arquitetos desenvolveram uma casa modernista de reposição. Em particular, Wittgenstein focada nas janelas, portas, e radiadores, exigindo que cada detalhe ser exatamente como ele especificada. Quando a casa estava quase terminado Wittgenstein tinha um teto inteiro levantado 30 milímetros para que o quarto tinha as proporções exatas que ele queria. Monk escreve que "Isso não é tão marginal como pode parecer à primeira vista, pois é precisamente esses detalhes que emprestam o que é de outra forma a, até mesmo casa feia sua beleza distintiva bastante simples.".

Levou um ano para projetar as maçanetas das portas, e outro para projetar os radiadores. Cada janela estava coberta por uma tela de metal que pesava 150 kg, movidos por uma roldana Wittgenstein projetado. Bernhard Leitner, autor de A Arquitetura de Ludwig Wittgenstein , disse que não há quase nada comparável na história do design de interiores: "É tão engenhosa quanto é caro Uma cortina de metal que poderia ser abaixado no chão.".

A casa foi concluída em dezembro de 1928, e a família se reuniu lá no Natal para comemorar a sua conclusão. A irmã de Wittgenstein Hermine escreveu: "Mesmo que eu admirava a casa muito .... Parecia realmente ser muito mais uma moradia para os deuses." Wittgenstein disse que "a casa que eu construí para Gretl é o produto de uma orelha decididamente sensível e boas maneiras, e expressão de grande entendimento ... Mas primordial vida, vida selvagem se esforçando para entrar em erupção no aberto - que está faltando. " Monk comenta que o mesmo pode ser dito do tecnicamente excelente, mas austero, escultura em terracota Wittgenstein tinha modelado de Marguerite Respinger em 1926, e que, como Russell notou pela primeira vez, essa "vida selvagem se esforçando para ser a céu aberto" era precisamente a substância da obra filosófica de Wittgenstein.

Depois do trabalho, Wittgenstein costumava relaxar assistindo filmes de faroeste, onde ele preferia sentar bem na frente do cinema, ou a leitura de histórias de detetive, especialmente os escritos por Norbert Davis. Norman Malcolm escreveu que ele iria correr para o cinema quando a aula terminou.

Por esta altura, a visão de Wittgenstein sobre os fundamentos da matemática tinha mudado consideravelmente. Em seus primeiros 20 anos, Wittgenstein tinha pensado lógica poderia fornecer uma base sólida, e ele tinha sequer considerado a atualização Russell e Whitehead Principia Mathematica . Agora ele negou houve quaisquer fatos matemáticos a serem descobertas. Ele deu uma série de palestras sobre matemática, discutindo este e outros temas, documentadas em um livro, com palestras de Wittgenstein e discussões entre ele e vários alunos, incluindo o jovem Alan Turing .

II Guerra Mundial e Hospital de Guy

Monk escreve que Wittgenstein considerou intolerável que uma guerra estava acontecendo e ele estava ensinando filosofia. Ele cresceu irritado quando qualquer um dos seus alunos queriam se tornar filósofos profissionais.

Em setembro de 1941 ele perguntou John Ryle, o irmão do filósofo Gilbert Ryle, se ele poderia conseguir um emprego manual no Hospital de Guy, em Londres. John Ryle era professor de medicina na Universidade de Cambridge e tinha sido envolvido em ajudar Guy de se preparar para o Blitz . Wittgenstein disse Ryle ele iria morrer lentamente se deixado em Cambridge, e ele preferiria morrer rapidamente. Ele começou a trabalhar na Guy pouco depois como porteiro dispensário, o que significa que ele entregou medicamentos da farmácia para as enfermarias-onde ele aparentemente aconselhou os pacientes a não tomá-los.

Os funcionários do hospital não foram informados ele foi um dos filósofos mais famosos do mundo, embora alguns da equipe médica fez reconhecê-lo, pelo menos um tinha assistido às reuniões, mas Moral Ciências Clube eram discreto. "Bom Deus, não diga a ninguém que eu sou!" Wittgenstein implorou um deles. Alguns deles, no entanto, chamou-o Professor Wittgenstein, e ele foi autorizado a jantar com os médicos. Ele escreveu em 01 de abril de 1942: "Eu já não sinto qualquer esperança para o futuro da minha vida É como se eu tinha diante de mim nada mais do que uma longa extensão de morte em vida Eu não posso imaginar qualquer futuro para mim que não seja um medonho.. um. Friendless e sem alegria ".

Ele desenvolveu uma amizade com Keith Kirk, um amigo da classe trabalhadora adolescente de Francis Skinner, a graduação de matemática que tinha tido um relacionamento com até a morte de Skinner em 1941 a partir da pólio. Skinner tinha desistido de academia, graças ao menos em parte, à influência de Wittgenstein, e estava trabalhando como mecânico em 1939, com Kirk como seu aprendiz. Kirk e Wittgenstein fez amizade, com Wittgenstein dando-lhe aulas de física para ajudá-lo a passar por um exame City and Guilds. Durante seu período de solidão no Guy de ele escreveu em seu diário: "Durante dez dias eu ouvi mais nada de K, mesmo que eu o pressionei há uma semana para a notícia Eu acho que ele talvez tenha quebrado comigo A.. trágica pensamento ! " Kirk tinha de fato se casou, e eles nunca viram uns aos outros novamente.

Enquanto Wittgenstein estava em Guy de ele conheceu Basil Reeve, um jovem médico com um interesse em filosofia, que, com o Dr. RT Grant, foi estudar o efeito de choque em vítimas de ataque aéreo. Quando a blitz terminou houve menos vítimas para estudar e em novembro de 1942 Grant e Reeve se mudou para o Royal Victoria Infirmary, Newcastle upon Tyne , a fim de estudar o tráfego rodoviário e acidentes industriais. Grant oferecido Wittgenstein uma posição como assistente de laboratório com um salário de £ 4 por semana, e ele morava em Newcastle (a 28 Brandling Park, Jesmond) de 29 de abril de 1943 até fevereiro 1944.

1947-1951: Anos finais

"A morte não é um evento na vida:. Não vivemos a experiência de morte Se tomarmos eternidade a média de duração temporal, não infinito, mas intemporalidade, a vida eterna, em seguida, pertence àqueles que vivem no presente Nossa vida não tem fim no caminho. em que o nosso campo visual não tem limites. "
- Wittgenstein, Tractatus, 6.431

Ele renunciou ao cargo de professor na Universidade de Cambridge em 1947 para se concentrar em sua escrita, e em 1947 e 1948, viajou para aIrlanda, se hospedar no Hotel de Ross emDubline em uma fazenda na Cruz Vermelha,County Wicklow, onde começou o volume manuscrito MS 137, Banda R. Buscando solidão ele se mudou para "Rosro", uma casa de férias emConnemara propriedade de Maurice O'Connor-Drury.

Ele também aceitou o convite de Norman Malcolm, então professor da Universidade de Cornell, para ficar com ele e sua esposa durante vários meses em Ithaca, Nova York. Ele fez a viagem em abril de 1949, embora ele disse Malcolm ele estava muito doente para fazer o trabalho filosófico: "Eu não fiz qualquer trabalho desde o início de Março e eu não tinha a força de mesmo tentando fazer qualquer." Um médico em Dublin havia diagnosticado anemia e prescritas pílulas de ferro e do fígado. Os detalhes da estadia de Wittgenstein na América são narrados em Norman Malcolm Ludwig Wittgenstein: A Memoir . Durante seu verão na América, Wittgenstein começou suas discussões epistemológicas, em particular o seu envolvimento com o ceticismo filosófico, que acabaria por se tornar os fragmentos finais na segurança .

A placa no "Fim do Storey", 76Caminho do Storey, Cambridge, onde Wittgenstein morreu.

Ele voltou para Londres, onde ele foi diagnosticado com um inoperável câncer de próstata, que se espalhou para sua medula óssea. Ele passou os próximos dois meses em Viena, onde sua irmã Hermine morreu em 11 de fevereiro de 1950; ele foi vê-la todos os dias, mas ela não era capaz de falar ou reconhecê-lo. "Grande perda para mim e para todos nós", escreveu ele. "Mais do que eu teria pensado." Ele mudou muito depois da morte de Hermine ficar com vários amigos: a Cambridge em abril de 1950, onde ficou com GH von Wright; a Londres para ficar com Ponta Rhees; em seguida, a Oxford para ver Elizabeth Anscombe, escrevendo para Norman Malcolm que ele estava fazendo quase qualquer filosofia. Ele foi para a Noruega em agosto com Ben Richards, em seguida, retornou a Cambridge, onde em 27 de novembro, ele mudou-se para "Fim do Storey", em 76 de Storey Way, a casa de seu médico, Edward Bevan, e sua esposa Joan; ele lhes tinha dito que não queria morrer em um hospital, por isso eles disseram que ele poderia passar seus últimos dias em sua casa em vez. Joan em primeiro estava com medo de Wittgenstein, mas eles logo se tornaram bons amigos.

No início de 1951, ficou claro que ele tinha pouco tempo esquerda. Ele escreveu uma nova vontade em Oxford em 29 de janeiro, nomeando Rhees como seu executor, e Anscombe e von Wright seus administradores literários, e escreveu para Norman Malcolm que mês a dizer: "É completamente morto Minha mente. Esta não é uma reclamação, por Eu realmente não sofrem com isso. Eu sei que a vida deve ter um fim uma vez que a vida mental pode cessar antes do resto faz. " Em fevereiro, ele voltou para a casa do Bevans 'para trabalhar em MS 175 e MS 176. Estes e outros manuscritos foram publicados mais tarde como Observações sobre a cor e na segurança . Ele escreveu para Malcolm em 16 de Abril 13 dias antes de sua morte: "Uma coisa extraordinária aconteceu comigo Cerca de um mês atrás eu de repente me vi no frame direito da mente para fazer filosofia eu tinha sido.. absolutamente certo que eu nunca mais ser capaz de fazê-lo é a primeira vez depois de mais de dois anos que a cortina no meu cérebro tem ido up.-Claro, até agora eu tenho trabalhado apenas para cerca de 5 semanas e pode ser todo até amanhã;. mas ele me um monte de dólares agora. "

O túmulo de Wittgenstein naBurial Ground Ascension Parish emCambridge

Ele começou a trabalhar em seu manuscrito final, MS 177, em 25 de Abril de 1951. Foi o seu 62º aniversário no dia 26 de abril. Ele saiu para um passeio na tarde seguinte, e escreveu sua última entrada naquele dia, 27 de Abril. Naquela noite, ele ficou muito doente; quando seu médico lhe disse que ele poderia viver apenas alguns dias, ele teria respondido: "Boa!". Joan ficou com ele durante toda aquela noite, e pouco antes de perder a consciência pela última vez em 28 de abril, ele disse a ela: ". Diga-lhes que eu tive uma vida maravilhosa" Norman Malcolm descreve isso como uma "expressão vocal estranhamente comovente". Quatro de seus ex-alunos chegaram à sua cabeceira-Ben Richards, Elizabeth Anscombe, Yorick Smythies, e Maurice O'Connor Drury. Anscombe e Smythies eram católicos, e, a pedido deste último, um frade dominicano, Pai Conrad Pepler, também participou. Eles estavam na primeira certeza que Wittgenstein teria queria, mas depois lembrei que ele tinha dito que esperava que seus amigos católicos que rezem por ele, assim o fizeram, e ele foi declarado morto pouco depois. Ele foi dado um enterro católico Paróquia da terra Ascensão Enterro em Cambridge. Drury mais tarde disse que tinha sido incomodado desde então sobre se essa era a coisa certa a fazer. Em suas visões religiosas, Wittgenstein foi dito ser muito interessado no catolicismo e era simpático a ele. No entanto, ele não se considerava ser um católico. Conforme Norman Malcolm, Wittgenstein viu o catolicismo para ser mais como um modo de vida, e não como um conjunto de crenças que ocupou pessoalmente, considerando que ele não aceitou qualquer fé religiosa. Ele se dizia ser agnóstico, em um sentido qualificado, nos últimos anos de sua vida.

1953: Publicação dasInvestigações Filosóficas

Ilustração de uma "duckrabbit ", discutido nasInvestigações Filosóficas, seção XI, parte II

O Livro Azul, um conjunto de notas ditadas a sua classe em Cambridge em 1933-1934, contém as sementes de pensamentos posteriores de Wittgenstein sobre a linguagem, e é amplamente entendida como um ponto de viragem na sua filosofia da linguagem.

Investigações Filosóficas foi publicado em duas partes em 1953. A maior parte Parte eu estava pronto para imprimir em 1946, mas Wittgenstein retirou o manuscrito de seu editor. A parte mais curta II foi adicionado por seus editores, Elizabeth Anscombe and Rush Rhees. Wittgenstein pergunta o leitor a pensar da linguagem como uma multiplicidade de jogos de linguagem em que partes da linguagem se desenvolvem e funcionam. Ele argumenta que os problemas filosóficos são encantamentos que surgem da tentativa equivocada dos filósofos considerar o significado das palavras, independentemente de seu contexto, uso e gramática, o que ele chamou de "linguagem ido de férias".

De acordo com Wittgenstein, problemas filosóficos surgem quando a linguagem é forçado a partir de sua casa adequada em um ambiente metafísico, onde todos os marcos familiares e necessárias e pistas contextuais são removidos. Ele descreve este ambiente como metafísico como estar no gelo sem atrito: onde as condições são aparentemente perfeito para uma linguagem filosófica e logicamente perfeita, todos os problemas filosóficos podem ser resolvidos sem os efeitos turvando de situações do quotidiano; mas onde, precisamente por causa da falta de atrito, a linguagem pode de fato fazer nenhum trabalho em tudo. Wittgenstein argumenta que os filósofos devem deixar o gelo sem atrito e voltar à "terra áspera" da linguagem comum em uso. Grande parte das investigações consiste em exemplos de como os primeiros passos em falso pode ser evitado, de modo que os problemas filosóficos são dissolvidos, em vez de resolvido: "a clareza que estamos com o objetivo de é de fato completo . clareza Mas isso significa simplesmente que os problemas filosóficos devem completamente desaparecer ".

Legado

A influência de Wittgenstein foi sentida em quase todos os campos das ciências humanas e sociais, ainda não estão amplamente interpretações divergentes do seu pensamento. Nas palavras de Georg Henrik von Wright, "Ele era da opinião ... que suas idéias eram geralmente mal interpretado e distorcido, mesmo por aqueles que professavam ser seus discípulos. Ele duvidava que ele iria ser melhor compreendida no futuro. Certa vez, ele disse que se sentia como se ele estava escrevendo para pessoas que pensam de forma diferente, respirar um ar diferente da vida, da dos homens de hoje em dia ".

Em 1999, o Baruch Poll classificou asinvestigaçõescomo o livro mais importante da filosofia do século 20, destacando-se como "... a obra-prima de um cruzamento na filosofia do século XX, apelando em diversas especializações e orientações filosóficas".

Trabalho

Uma coleção de manuscritos de Ludwig Wittgenstein é realizada pelo Trinity College, em Cambridge.

  • Logisch-Philosophische Abhandlung, Annalen der Naturphilosophie, 14 (1921)
    • Tractatus Logico-Philosophicus, traduzido por CK Ogden (1922)
  • Philosophische Untersuchungen(1953)
    • Investigações Filosóficas, traduzidos por GEM Anscombe (1953)
  • Bemerkungen über die Grundlagen der Mathematik , ed. por GH von Wright, R. Rhees, e GEM Anscombe (1956), uma seleção de seus trabalhos sobre a filosofia da lógica e da matemática entre 1937 e 1944.
    • Observações sobre os fundamentos da matemática, traduzidos por GEM Anscombe, rev. ed.(1978)
  • Bemerkungen über die Philosophie der Psychologie , ed. GEM Anscombe e GH von Wright (1980)
    • Observações sobre a Filosofia da Psicologia, Vols. 1 e 2 , traduzido pelo GEM Anscombe, ed. GEM Anscombe e GH von Wright (1980), uma seleção de que constitui Zettel .
  • Os azuis e Livros Brownnotas (1958), ditadas em Inglês para estudantes de Cambridge em 1933-1935.
  • Philosophische Bemerkungen , ed. por Rush Rhees (1964)
    • Observações Filosóficas(1975)
    • Gramática Filosófica(1978)
  • Bemerkungen über die Farben , ed. pelo GEM Anscombe (1977)
    • Observações sobre Colour(1991), observações sobreGoethe's Teoria das cores.
  • Sobre a certeza, coleção de aforismos que discutem a relação entre conhecimento e certeza, extremamente influente nafilosofia da ação.
  • Cultura e Valor, a recolha de observações pessoais sobre várias questões culturais, como a religião ea música, bem como crítica dafilosofia de Søren Kierkegaard.
  • Zettel, coleção de pensamentos de Wittgenstein em formato fragmentário / "entrada do diário" como comDa CertezaeCultura e Valor.
Funciona on-line
  • Revisão de P. Coffey Science of Logic (1913): uma resenha de livro polêmico, escrito em 1912 para o mar 1913 emissão de The Review Cambridge quando Wittgenstein era um estudante estudar com Russell. A avaliação é o mais antigo registro público de visões filosóficas de Wittgenstein.
  • Wittgenstein Fonte: 5 000 páginas do Wittgenstein Nachlass on-line
  • Obras de Ludwig Wittgenstein na Projeto Gutenberg
  • Google Edition de Observações sobre Colour
  • Algumas Observações sobre a Forma Lógica
  • Cambridge (1932-3) notas de aula
  • O Livro Azul
  • Palestra sobre Ética
  • Da Certeza
Retirado de " http://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Ludwig_Wittgenstein&oldid=548078766 "